Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

O ano de 2020 define as tendências para o setor da perfumaria

O ano de 2020 define as tendências para o setor da perfumaria
Share it:
Ao longo do ano, confirmou-se o crescimento das vendas de produtos de beleza através da Internet, bem como a mudança de hábitos de compra na quadra natalícia – segundo dados da Perfume's Club, a única empresa do sector da beleza que opera exclusivamente no canal online
O ano de 2020 define as tendências para o setor da perfumaria
  • Em termos gerais, a campanha de Natal costumava representar entre 30% e 40% das ventas totais anuais no setor da perfumaria em Portugal.
  • Nos últimos anos, a “Black Friday” mudou este este comportamento, chegando a retirar cerca de 60% a 70% das ventas que tradicionalmente se faziam no Natal. 
  • Em 2020, as ventas de perfumaria online passaram de uma quota de 6% para 15% do mercado, ganhando muito terreno às vendas em lojas físicas, ao mesmo tempo que as vendas online (todos os setores), cresceram também significativamente.
  • A Perfume’s Club prevê duplicar as previsões de crescimento do mercado e crescer entre 30% e 40% en 2020. 

Este é o momento em que todos fazemos o balanço do ano que passou. Desde logo, destacando as compras da quadra natalícia: tradicionalmente, os compradores deixam sempre para a última hora as compras de Natal (em Portugal, desda a última semana antes do Natal até ao final do ano e, em Espanha, contabilizadas até ao Dia de Reis, 6 de janeiro), as quais chegam a representar até 40% das vendas totais do ano no setor da perfumaria.

Contudo, estes números têm vindo a alterar-se em virtude das campanhas de descontos prévias ao Natal. Hoje, a chamada “pré-Black Friday” e a Black Friday capturaram entre 60% e 70% das ventas em produtos de perfumaria realizados no período de Natal, com inúmeras lojas a criarem campanhas de descontos significativos desde a última semana de novembro a qual, na prática, inaugura a temporada de compras natalícias.

Perante este cenário, é cada vez mais frequente surgirem novas campanhas, que vão sucessivamente antecipando as anteriores, como é o caso do “Singles Day” – originalmente uma tradição do mercado chinês, celebrada no dia 11 de novembro, e que se tem vindo a impor como mais uma data imprescindível para dar o pontapé de saída às campanhas de Natal.

Na mesma linha, em meados de outubro celebrou-se o Amazon Prime Day, um evento anual de descontos exclusivos para os membros do serviço de subscrição do gigante do e-commerce. Assim, a Perfume’s Club antecipou-se a essas datas com o seu próprio Dia Sem IVA: no início de setembro, a empresa aplicou em Espanha um desconto equivalente ao valor do IVA numa seleção de mais de 55% do seu catálogo online.

O êxito de todas estas campanhas, na sua maioria realizadas por empresas de e-commerce, evidencia uma das principais tendências que se consolidaram em 2020: cada vez são mais os consumidores que adotam as compras online. Uma das principais razões que justificam esta tendência prende-se com a conjuntura sanitária, que atraiu novos utilizadores para o comércio eletrónico. 

A ampla variedade de produtos, o reduzido tempo de espera, a ausência de contacto físico e a comodidade de comprar frente ao computador ou ao telemóvel e receber a encomenda onde que quer que se encontre, posicionam a compra online como a modalidade favorita dos consumidores no momento de adquirir as prendas neste Natal. 

De acordo com o CTT e-Commerce Report, divulgado em novembro passado, a expetativa dos retalhistas portugueses é de que o comércio eletrónico cresça na ordem dos 40% a 60% até ao final de 2020, precisamente em consequência do atual contexto de pandemia e de grande alteração dos hábitos dos consumidores.

No caso da perfumaria, as vendas online neste setor deverão passar de 6% para 15% do total e a Perfume’s Club irá encerrar o ano de 2020 com um crescimento da ordem dos 30 a 40% face a 2019. 

Segundo Gerardo Cañellas, CEO e Fundador da Perfume’s Club, “os resultados obtidos em 2020 confirmam a tendência ascendente das ventas online no setor ‘beauty’, a qual já se vinha a registar nos últimos anos. Com a pandemia, a preferência pelas compras online acelerou, graças ao crescimento exponencial registado, e estabeleceu-se como a forma preferida de comércio entre os consumidores e as marcas.” 

“Há dez anos”, explica o CEO da empresa, “tomámos consciência do potencial do e-commerce, e por isso fundámos a Perfume’s Club: o único ‘pure player’ [empresa que apenas vende através do canal online] do setor de beleza na Península Ibérica. A nossa natureza como comércio nativo digital levou-nos a desenvolver processos e a contar com os recursos necessários para ir ao encontro da procura atual e futura que representa esta mudança de paradigma”. 

Definitivamente, 2020 foi um ano de mudanças não só apenas a nível social, como no que se refere ao consumo. A preferência crescente do público pela modalidade de compra online e a progressiva antecipação das compras de Natal confirmam uma mudança não só da indústria da cosmética e perfumaria, como de todos os setores de consumo.
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: