Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Legislação IVA nas compras fora da UE adiada para Julho 2021

Legislação IVA nas compras fora da UE adiada para Julho 2021
Share it:
22€ para quem não sabe é o limite, e o que significa isto? se for inferior a esse valor estás isento de IVA e de taxas alfandegárias, se for superior ou igual então estás sujeito a pagar as chamadas taxas alfandegárias e o IVA do produto ou da avaliação que fazem deste.

Legislação IVA nas compras fora da UE adiada para Julho 2021

Mas foi aprovada uma legislação Europeia para o comércio electrónico que devia entrar em vigor dia 01 de janeiro de 2021, mas que, devido à pandemia provocada pelo no coronavírus, a União Europeia adiou para Julho de 2021.

Segundo comunicado da UE:

"Para fazer face às graves perturbações criadas pela pandemia de COVID-19, a UE concederá mais tempo para cumprir as regras relativas à comunicação e ao intercâmbio transfronteiras de informações e ao IVA para o comércio eletrónico"

De relembrar que a nova tabela introduz novas obrigações no que diz respeito a este imposto para os mercados online, assim como regras simplificadas para as empresas que operam na UE.

O objectivo deste imposto é assegurar uma distribuição mais equitativa das receitas fiscais entre os países da UE, porque atualmente, a maior parte das mercadorias importadas para vendas à distância entra na UE com isenção de IVA, o que resulta em concorrência desleal para as empresas”.

Podemos ver o comunicado em pormenor:

"Na sequência de uma alteração ao Regulamento Delegado (UE) 2015/2446 do Código Aduaneiro da União Europeia, será possível, a partir de 1 de Janeiro de 2021, declarar mercadorias até 150 € utilizando uma declaração aduaneira que requer 3 vezes menos dados do que uma declaração padrão. 

A partir de 1 de janeiro de 2021, a isenção de IVA existente para mercadorias até 22 € desaparecerá. Para permitir a cobrança do IVA, todas as importações na UE deverão ser declaradas na fronteira usando uma declaração aduaneira electrónica. 

Considerando o enorme volume de remessas de baixo valor importadas para a UE, nem os declarantes nem os sistemas aduaneiros podem lidar com a produção e o processamento de uma declaração aduaneira padrão por remessa e, em qualquer caso, uma declaração aduaneira padrão não é necessária na maioria dos casos, porque não existe responsabilidade aduaneira para mercadorias com valor inferior a 150 €. 

Portanto, a Comissão alterou o Regulamento Delegado da UCC para fornecer um nível de dados mais baixo, mais gerenciável e ainda adequado nas declarações aduaneiras sobre as importações de remessas de baixo valor (aquelas abaixo do limiar de aplicação de direitos aduaneiros de 150 €).

Essa legislação deve atenuar, tanto para a alfândega quanto para os comerciantes, o impacto do forte aumento no número de declarações aduaneiras."

Fonte: Comissão Europeia


Se gostas daquilo que nós fazemos não te esqueças de partilhar e visitar os nossos sítios:

Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: