Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Recent PostAll the recent news you need to know

Google Go: a forma mais leve e rápida de pesquisar

Post de, Bibo Xu, Google Go Product Manager

Google Go: a forma mais leve e rápida de pesquisarGoogle Go: a forma mais leve e rápida de pesquisar

O Google Go é uma aplicação leve e rápida que ajuda as pessoas que acedem à Internet pela primeira vez, mesmo em ligações instáveis. Com o Google Go, o utilizador pode aceder a informação online de qualquer ponto do mundo enquanto o seu telefone se mantém rápido ao utilizar menos armazenamento e memória. O Google Go está disponível em alguns países e em dispositivos Android (edição Go) desde 2017 e, a partir de hoje, está disponível na Play Store a nível mundial.

Milhões de pessoas já utilizaram o Google Go para encontrar informações na Internet e entender o mundo à sua volta. Contudo, temos a noção de que, por vezes, as pessoas não conseguem obter boas condições de ligação, ou que os seus dispositivos têm o seu armazenamento muito cheio como, por vezes, também têm dificuldades em ler ou a traduzir textos.

Ler, cada vez mais fácil

No início deste ano, durante a I/O, anunciámos o Lens integrado no Google Go, uma forma do utilizador ler, traduzir e pesquisar as palavras que vê. O Google Lens ajuda o utilizador a ler ou a traduzir um texto no mundo físico - apenas usando a câmara do seu dispositivo. Quando se deparar com o texto no qual gostaria de ser ajudado, basta abrir a aplicação Lens e apontar a câmara para ouvir as palavras em alta voz ou para traduzir essas mesmas palavras.

Na Internet, sabemos que existem algumas pessoas que preferem ouvir o conteúdo em vez de o ler, especialmente se for um texto demasiado longo. O Google Go também dispõe de uma funcionalidade de leitura em alta voz baseada em Inteligência Artificial que permite ouvir qualquer página da Internet, destacando as palavras à medida que são lidas, para que o utilizador possa acompanhar este processo.

Utilize menos armazenamento e não se preocupe com ligações instáveis

O Google Go foi desenvolvido para utilizar menos espaço de armazenamento no seu dispositivo e para impedir que uma ligação não confiável diminua a sua velocidade. Com pouco mais de 7 MB, o Google Go ajuda a garantir que o seu telefone permaneça rápido enquanto navega pela Internet, libertando espaço para outras coisas. E, caso perca a ligação, o Google Go vai recordar-se e recupera os seus resultados de pesquisa assim que o utilizador estiver novamente online.

A partir de hoje, o Google Go está disponível, globalmente, na Play Store para todos os equipamentos Android compatíveis com o sistema operativo Lollipop, ou mais recente.

Conheça hoje mesmo o Google Go.

Robô de serviço Sanbot junta-se ao Congresso Internacional Labour2030

 Congresso internacional junta no Porto mais de 500 especialistas em relações laborais

Robô de serviço Sanbot junta-se ao Congresso Internacional Labour2030


A robô de serviço Sanbot vai juntar-se aos mais de 500 especialistas que vão estar presentes no Labour2030, nos dias 19 e 20 de setembro, onde serão debatidos os grandes desafios sobre o futuro do trabalho e das relações laborais.

O Labour2030 vai reunir no Porto os maiores especialistas nacionais e internacionais para debater o futuro do trabalho.

A Sanbot, robô de serviço cuja missão é auxiliar as empresas e organizações a melhorar a experiência do utilizador, vai assim marcar presença neste congresso, no qual irá subir ao palco para dar as boas-vindas aos participantes durante os dois dias do evento. Irá, ainda, interagir com os participantes, que poderão fazer perguntas e até tirar selfies com a robô.

A Sanbot chegou a Portugal em 2018, pelas mãos da Beltrão Coelho, tendo já participado em mais de 50 eventos.

Com 20 quilos e 90 centímetros de altura, a Sanbot é um robô social, altamente personalizável, com design simples e equipado com a mais recente tecnologia de inteligência artificial, capaz de exprimir emoções e de oferecer a melhor experiência na interação com as pessoas.

Este tipo de robô pode, também, ser configurado para funções de telepresença, através de chat de vídeo, tem colunas de som e está programado para encontrar uma estação de carregamento de bateria, desde que esta se encontre num raio de cinco metros.

TECH AFTER WORK BY RUMOS: Tendências Tecnológicas depois das 18h00

A Rumos, empresa portuguesa de formação e certificação técnica, realiza durante o mês de setembro as Tech After Work – espaços de convívio e networking informal com foco na desmistificação de tendências tecnológicas que prometem trazer importantes transformações nas organizações. As primeiras Tech After Work acontecem em Lisboa, no Espaço LACS, no dia 12 de setembro, e no Porto, no Terraço do Mirajazz, no dia 26 do mesmo mês, ambas a partir das 18h30. 

TECH AFTER WORK BY RUMOS: Tendências Tecnológicas depois das 18h00

Jorge Lopes, Diretor da Rumos, salienta que “as Tech After Work prometem ajudar os profissionais a regressar à rotina profissional, ao proporcionarem um ambiente de muito convívio, descontração, experiências mas, principalmente, partilha de conhecimentos sobre temas de grande importância atual para as empresas”. 

As Tech After Work são destinadas a profissionais com cargos de decisão dentro das empresas e vão ajudar estes profissionais a manterem-se a par das tendências tecnológicas que começam a impactar os negócios, com a vantagem de se realizarem em espaços e ambientes descontraídos, característicos de um típico after work. 

“How Blockchain is Changing Our World: from Industry to Services” é o tema em destaque, com o convidado Rui Serapicos, Presidente da Aliança Portuguesa de Blockchain. Nesta sessão, Rui Serapicos explica, de forma dinâmica, como esta tecnologia está a mudar a forma como fazemos negócios e como podem os profissionais presentes beneficiar da adoção do Blockchain nas suas organizações. 

As Tech After Work são de participação gratuita, com vagas limitadas e exclusivas a profissionais. Carecem, no entanto, de registo prévio que pode ser efetuado no website da Rumos.

MediEvil recebe novo vídeo dos bastidores de produção onde é possível ver algumas imagens do seu gameplay


MediEvil recebe novo vídeo dos bastidores de produção onde é possível ver algumas imagens do seu gameplay

Título chegará à PlayStation®4, em exclusivo, no próximo dia 25 de abril e já está disponível para reserva

Vê aqui algumas imagens

PlayStation® revelou um novo vídeo dos bastidores de produção de MediEvil, onde é possível ver parte do gameplay do jogo, que tem data de lançamento prevista para o próximo dia 25 de outubro. Neste vídeo, é ainda possível ouvir os testemunhos do Diretor Criativo, Mike Mika, e do Produtor Executivo, Jeff Nachbaur, da Other Ocean Interactive, o estúdio responsável pelo desenvolvimento deste exclusivo para a PlayStation®4.

No vídeo, também é possível ver vários elementos chave de MediEvil, como a grande variedade de armas que os jogadores poderão utilizar, as clássicas mecânicas de combate, a sua divertida aparência retro e o seu vasto conjunto de inimigos e de puzzles.

De acordo com o testemunho de Jeff Nachbaur, “os inimigos, em particular, foram um enorme desafio”, já que “há 56 tipos diferentes, o que, mesmo nos dias de hoje, é bastante”. “Nem os maiores jogos triple Atêm esta variedade de inimigos”, comenta, a propósito.

Por outro lado, no vídeo é ainda possível ouvir Mike Mika falar sobre o processo de criação deste remake que, segundo o estúdio, não será uma cópia do jogo original. De acordo com o Diretor Criativo da Other Ocean Interactive, em vez de “recriar o jogo na perfeição”, o estúdio quer, com este remake, “recriar o que os jogadores se lembram do jogo e aquilo que tiraram dele”, admitindo que estão a falar com a equipa original e a tentar descobrir ao certo no que estavam a pensar e o que estavam a sentir na altura [da criação do jogo original], de forma a utilizar isso “como rampa de lançamento para a nova direção que queremos levar o jogo e para a apresentação, e a alma, e as mecânicas do jogo”.

Neste novo vídeo dos bastidores de produção, Mike Mika fala também de uma das coisas que se destacaram para ele no MediEvil e de que ainda hoje se lembra, que foi quando chegou ao nível do dispositivo do tempo, que é “um nível alucinado, que tem cérebros, comboios e peças de relógios” e que marca “uma mudança de ritmo bizarra no jogo, que parecia fazer parte dele e, ao mesmo tempo, parecia não fazer”. “Esse nível acabou por me abrir os olhos para esse tipo de design, em que podemos, de repente, escolher ir numa direção que ninguém espera e levar os jogadores por um caminho completamente diferente num jogo”, admitiu, acrescentando que esta foi, sem dúvida, a sua parte favorita do jogo.

Já para o Produtor Executivo o seu lugar favorito no jogo é “o salão dos heróis”, “porque é um lugar que faz alusão a um mundo maior”, que está em toda a parte e onde o Dan vive. “Podes senti-lo em todo o lado. Na forma como as personagens foram escritas, nas personalidades envolvidas. E há todo um charme que te faz querer passar tempo nesse mundo”, diz. “Acho que essa é uma das razões pelas quais durou 20 anos. A razão pela qual, ainda hoje, as pessoas são enormes fãs do jogo”, acrescenta.

Neste remake de MediEvil, um aclamado jogo de ação e aventura lançado, originalmente para a PlayStation® em 1998, os jogadores terão de agarrar a sua espada, envergar a armadura e conquistar o seu lugar como um verdadeiro herói morto-vivo.

Espadas, quebra-cabeças perigosos e ambientes encantadores ganham vida nesta recriação completa da aventura de ação original da PlayStation®. Aqui, os jogadores entrarão no esqueleto de Sir Daniel Fortesque, um cavaleiro inepto – e morto há muito tempo – ressuscitado acidentalmente pelo terrível feiticeiro Zarok, 100 anos após a sua embaraçosa morte.

Com o reino de Gallowmere sob a ameaça das hordas de demónios de Zarok, apenas o esqueleto de Sir Dan se atravessa no seu caminho. Chegou a segunda oportunidade para o aventureiro morto-vivo dentuça. Conseguirão os jogadores derrotar Zarok e conceder a Sir Dan a honra que perdeu na própria pele?

De lembrar que MediEvil, PEGI 7, chegará em exclusivo à PlayStation®4 no próximo dia 25 de outubro, em formato físico nos pontos de venda habituais, e em formato digital, na PlayStation®Store.

Título já está disponível para reserva, tanto nos pontos de venda habituais, como na PlayStation®Store.


Visita o Blog Oficial da PlayStation® para saber mais.

Novidades PlayStation(R)Store desta semana incluem VASARA Collection, Ancestors Legacy, PC Building Simulator e muito mais


Novidades PlayStation®Store desta semana incluem VASARA Collection, Ancestors Legacy, PC Building Simulator e muito mais

Vê aqui algumas imagens

Esta semana, à semelhança do que é habitual, marca a chegada de vários jogos à PlayStation®Store. Entre os títulos em destaque estão VASARA CollectionAncestors Legacy e PC Building Simulator.

Em VASARA Collection, disponível desde hoje na PlayStation®Store, o Japão Feudal conta com armamento e equipamentos tecnologicamente avançados, e os samurais usam motocicletas voadoras com um poder de fogo surpreendente e armas de combate poderosas para destruir os inimigos. Nesta nova versão de batalhas históricas onde a Ficção Científica e o Japão Feudal se cruzam, os jogadores terão de lutar contra robôs gigantes e samurais usando tiros e poderosos ataques corpo a corpo. Com uma jogabilidade altamente desafiadora para especialistas, em VASARA Collection existem 8 personagens jogáveis inspiradas em figuras históricas japonesas reais e múltiplos caminhos e finais de acordo com as personagens e ações no jogo. 

Já Ancestors Legacy, é um jogo de estratégia em tempo real influenciado pelos eventos históricos da Idade Média. O jogo combina gestão de recursos e construção de bases com batalhas em larga escala, baseadas em esquadrões ao longo de vastos campos de conflito, tudo renderizado em grande detalhe graças à Unreal Engine 4. Aqui, os jogadores terão de assumir o controlo do seu exército enquanto avançam pela Europa medieval numa extensa série de campanhas. Ao escolher entre Vikings, Anglo-Saxões, Germânicos e Eslavos, serão sucumbidos de mais tarefas para além de conquistar, saquear e pilhar acampamentos, vilas e cidades inimigas. No final, vencerão apenas se utilizarem toda a variedade de opções táticas disponíveis, e souberem gerir as suas bases temporárias. 

As novidades da semana da PlayStation®Store não ficam por aqui e PC Building Simulator é outro dos títulos em destaque. Esta simulação de montagem de PCs permite aos jogadores construir o seu império da informática, realizando tarefas que vão desde simples diagnósticos e reparos, a montagem de máquinas sob encomenda que causariam inveja a qualquer geek. Com um mercado expansivo cheio de componentes da vida real, é finalmente possível para os jogadores, montarem o PC dos seus sonhos e testarem-no no 3DMark. Sabe mais aqui.

Consulta aqui a lista completa de todos os destaques da semana na PlayStation®Store.

Ugoos AM6 Box TV - Review a uma das melhores Boxs Android TV

Pegando no titulo, foi sem dúvida das melhores Boxs testadas no ITO-Netthings, ao pegares nela notas logo que estás perante uma box diferente. No entanto também tem os seus defeitos.

Fica, também, o agradecimento à Geekbuying por nos proporcionar o teste desta Box.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Depois da primeira Box com o novo processador Amlogic S922X, a Beelink GT KING, eis que surge esta UGOOS AM6, uma box com 2GB de RAM e com características que permitem ter um desempenho extraordinário, principalmente para quem quer ligar por wireless.

Vamos então ver a analise detalhada.

Unboxing


Uma caixa bem forte, sem problemas no transporte, com a box muito bem protegida.

Ugoos AM6 Box TV - Review

A caixa trazia o seguinte:
  • Comando de Pilhas AAA (Não incluidas);
  • UGOOS AM6;
  • Carregador;
  • Duas antenas externas;
  • Cabo HDMI;

Ugoos AM6 Box TV - Review

Design


É uma box lindíssima, pesada, pesa cerca de 300 gramas, com uma qualidade de construção acima da média. Esta box ao contrário das outras tem um corpo de metal e não de plástico.

Basicamente é um quadrado, preto com os cantos arredondados, com as seguintes dimensões: 11.5 x 11.5 x 2.3 cm.

O logotipo está na parte de baixo e aqui houve muita criatividade pois o LED de presença acende no meio da luz presente no logotipo o que dá um efeito super engraçado.

Ugoos AM6 Box TV - Review

De um dos lados tem uma entrada AV-OUT, AUX-IN, uma ranhura para cartão de memória Micro SD/TF Card, uma entrada OTG (USB 3.0) e uma entrada USB 2.0.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Na parte detrás temos a entrada LAN (Giga), 2x USB 2.0, entrada HDMI, Porta SPDIF e a porta para o carregador.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Do outro lado, tens as duas conexões para as antenas externas e o botão Power, tens também no meio deles duas saídas de ar quente.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Na frente tem os pequenos buracos que é onde está situado o sensor IR que faz comunicação com o comando.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Por baixo, temos 4 cantos com borracha aderente, saida de ar quente e temos dois orificios (Maskrom e Recovery).

Maskrom serve para fazeres um Upgrade firmware caso necessites.

Recovery serve para efectuares a recuperação da box, genero um hardreset.

Ugoos AM6 Box TV - Review

A Box é simples, bonita e fica bem ao pé de qualquer TV em cima de qualquer móvel.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Características


Sistema Operativo: Android 9.0;
CPU: S922X Hexacore - ARM Cortex-A73 Quad-core e ARM Cortex-A53 Dual-core;
GPU: Hexa-core ARM G52 MP6 Graphics;
RAM: 2GB DDR4;
ROM: 16GB eMMC;
WiFi: AP6398S, 2.4G/ 5G WiFi,IEEE 802.11 a/b/g/n/ac 2x2 MIMO;
Bluetooth: Bluetooth 5.0;
LAN: 1000MB;
Media:
  • Suporta multi-video decoder até 4Kx2K@60fps+1x1080P@60fps;
  • Suporta múltiplas sessões de decodificação de vídeo "seguras" e decodificação e codificação simultâneas: 
    • H.265/HEVC Main/Main10 profile @ level 5.1 High-tier; up to 4Kx2K @ 60fps 
    • VP9 Profile-2 up to 4Kx2K@60fps 
    • H.265 HEVC MP-10@L5.1 up to 4Kx2K@60f 
    • AVS2-P2 Profile up to 4Kx2K@60fps 
    • H.264 AVC HP@L5.1 up to 4Kx2K@30fps 
    • H.264 MVC up to 1080P@60fps 
    • MPEG-4 ASP@L5 up to 1080P@60fps (ISO-14496) 
    • WMV/VC-1 SP/MP/AP up to 1080P@60fps 
    • AVS-P16(AVS+) /AVS-P2 JiZhun Profile up to 1080P@60fps 
    • MPEG-2 MP/HL up to 1080P@60fps (ISO-13818) 
    • MPEG-1 MP/HL up to 1080P@60fps (ISO-11172) 
    • RealVideo 8/9/10 up to 1080P@60fps

Interface: USB3.0 x 1, USB2.0 x 3, HDMI, LAN, AV jack, AUX-IN, TF card slot, DC in, SPDIF;
HDMI: Versão 2.1 output up to 4K@75Hz HDMI 3D;

Utilização e Desempenho


Mal ligamos a box, estamos pernate um launcher do mais simples possível, muito parecido ao que se usa nos telemóveis, e não nas Boxs, onde basicamente tudo o que instalas aparece ali em forma de icon.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Esta box usa como Sistema Operativo Android 9.0 que é muito fluído, e é mais recente o que garante aqui actualizações por mais algum tempo.

Assim que comecei a funcionar esta pediu-me para efectuar uma actualização que fiz prontamente, e uma actualização com pormenores importantes como podemos verificar na imagem.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Feita a actualização, fui dar uma vista de olhos nas aplicações que vinham pré-instaladas e esta box não traz quase nada pré-instalado, como podes verificar na imagem a seguir.

É sempre um ponto a favor, pois nao necessitamos de andar a desinstalar aplicações que não nos interessa.

Ugoos AM6 Box TV - Review

De seguida fomos ver as informações da Box nas Definições onde confirmamos que estamos perante Android 9.0 e que a patch de segurança é de Agosto de 2018, tem cerca de um ano, o que causa alguma surpresa para um modelo relativamente novo.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Posto isto, instalei o MalwareBytes através da Store para ver a box tinha malware e esta vem limpa o que é sempre bom.

Ugoos AM6 Box TV - Review

A aplicação que instalei de seguida foi o Kodi, gosto de utilizar o Kodi não só para ver o quão fluída é a box mas também para verificar toda a informação relativa ao Hardware.

Comecei logo por verificar que dos 2GB de RAM a box utiliza cerca de 65% enquanto a utilização do processador anda à volta dos 10%.

Dá também para verificar aqui a versão do Android utilizado.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Dos 16GB de armazenamento interno ainda temos 11GB por utilizar, mais que espaço suficiente para dezenas de aplicações.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Deu para verificar que o GPU é um Mali-G52.

Ugoos AM6 Box TV - Review

E que estamos perante o novo processador da Amlogic, o S922X.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Benchmark

Posto isto fui à store e instalei a aplicação Antutu para efectuar o teste de Benchmark, e a AM6 obteve uma pontuação muito boa, inclusive superior à Beelink GT-King e com menos 2GB de RAM, o que não deixa de ser impressionante.

Ugoos AM6 Box TV - Review

O ultimo teste que efectuei foi ver o alcance e a estabilidade da wireless, e fiquei completamente impressionado.

Tenho contratados 50 megas à operadora e para meu espanto a 9 metros dou Router esta box apanha os 50 megas com uma estabilidade incrível.

Foi a box que vi com melhor desempenho neste campo.

Ugoos AM6 Box TV - Review

Conectividade

Por falar em Wireless, esta box, vem com Wi-fi de banda dupla com tecnologia Ampack ap6398s e tem antenas externas o que aumenta a amplitude.

Esta Box tem também a Tecnologia MIMO 2x2, que passo a explicar: A tecnologia MIMO, dividida em SU-MIMO e MU-MIMO, é um desdobramento de vários avanços feitos com o objetivo de aumentar a velocidade de redes sem fio.

Responsável por alcançar taxas de transmissão mais altas, a MIMO oferece mais velocidade para cada aparelho ligado, por exemplo, ajuda a melhorar o modo de transmissão do sinal.

No entanto o teu Router tem que também ter esta tecnologia. Os mais antigos podem carecer, mas normalmente os mais recentes já têm.

Resumindo a wireless desta Box é bem poderosa.

Outro aspecto a realçar a nível de conectividade é que esta box conta também com Bluetooth 5, o que sem duvida nenhuma é também uma mais valia. Mais rápido do que o tradicional 4.2.

A nível de LAN esta box já tem uma entrada Gigabit, o que é sempre excelente e podes ususfruir de grandes velocidades.

Tem tambem uma entrada OTG/USB 3.0 que pode ser utilizada como a tua porta para conectares um disco externo ou uma PEN e assim usufruíres de uma maior velocidade de transferência de dados.

Hardware

Esta Box vem equipada com 2GB de RAM DDR4 e mesmo assim tem pontuação superior a uma box com 4GB de RAM, imaginem agora esta box com 4GB de RAM?

A AM6 só está disponível com 2 GB de RAM e 16 GB de memória interna, mas é esperada brevemente, uma versão mais avançada com 4 GB de RAM e 64 GB de RAM.

A Box vem com o novo processador da Amlogic o S922X que é constituído por um chip de seis núcleos de 12nm com processador ARM Cortex-A73 de quatro núcleos que pode atingir 1,7 GHz e ARM Cortex-A53 de núcleo duplo que pode atingir 1,8 GHz.

O desempenho é muito bom, como já referi antes, este processador só perde para o famoso processador da Nvidia Shield.

Rolas tudo sem problemas: Jogos, Aplicações entre outras coisas, sempre com um desempenho muito fluído.

Samba Server

Esta box vem equipada com Samba Server que permite partilhares ficheiros para a box através de qualquer dispositivo conectado da mesma rede de uma forma muito simples.

OTA Updates

Tens a possibilidade instalar outras ROMs desde que sejam compatíveis e esta box tem um sistema de actualização através de um OTA server onde serás o primeiro a saber quando uma actualização está disponível.

Basicamente os Developers desenvolvem e metem no servidor que por sua vez comunica com a box e lança-te um aviso.

Daqui podem sair ROMs brutais e melhoradas.

Video e Imagem

O UGOOS AM6 trabalha com formato 4K com uma frequência de 75 Hz, e suporta CEC, HDCP e HDR.

Executas sem problemas videos 4K, sempre com uma qualidade extraordinária e com a fluidez e suavidade que é exigida, nunca trava, nem aquece, parece que está sempre fria. Tem um excelente desempenho.

Som

Tens a possibilidade expandir o som de diversas maneiras. Tens a entrada jack 3,5mm onde podes ligar uns phones e tens ainda uma entrada de audio (SPDIF) onde podes ligar uma soundbar ou sistema de som 5.1 que esta box permite, sem problemas.

Comando

É talvez a maior falha desta box, um comando elementar, que por vezes gera-te dificuldade em algumas aplicações, mas eu uso esta box com um Air Mouse e tudo está resolvido.

Este comando é controlado através de Infra Vermelhos. A Box suporta HDMI CEC e por isso se quiseres poupar um comando, tens essa possibilidade.

Veredicto


Esta box apesar dos 2GB de RAM, mas atenção que estamos a falar de DDR4 e não de DDR3, tem um desempenho muito bom.

No Kodi voa, instalas aplicações com uma facilidade incrível, e tem um bom desempenho em IPTV, sempre com uma fluidez muito boa.

Para jogar também é uma excelente box e com bluetooth 5.0 podes ligar um gamepad à maneira.

A wireless é a melhor que testei, se queres uma box ligada por wireless, olha para esta box de forma muito séria. Tecnologia MIMO, dual band. A LAN é Gigabit o que é mais uma vantagem.

Os únicos defeitos que lhe aponto são o comando, ROM demasiado elementar, poderia vir com mais RAM e ROM e ausência de certificação, é um pena temos que martelar a aplicação Netflix e Youtube.

O Preço é justo para esta box. Vale o que custa.

Resumindo:

Prós
  • Suporte/OTA Update; 
  • Android 9.0; 
  • Hardware/Novo processador S922X; 
  • Design e Qualidade de Construção (Metal); 
  • Wifi Dual band + MIMO + Alcance; 
  • Ethernet Giga; 
  • Samba Server;

Contras 
  • Não certificação; 
  • Comando; 
  • ROM com margem para melhorar;
  • Mais RAM e ROM;

Onde Comprar e Preço


Armazém Espanha!!!
Link: http://bit.ly/2GREvgX
Cupão: 3LPITLBF
Preço: 113€


Vê os armazéns Europeus da Geekbuying!


5 day arrival, duty free and fast shipping for local warehouses - GeekBuying.com

5 day arrival, duty free and fast shipping for local warehouses

Nova pesquisa da extensão do Google para verificação de palavras-passe

Em Fevereiro, a Google passou a disponibilizar a extensão Password Checkup para o Chrome, de modo a ajudar a proteger e a manter seguras as contas dos utilizadores. Esta extensão mostra um aviso sempre que um utilizador tentar entrar num website utilizando um dos 4 mil milhões de usernames e passwords que a Google sabe não serem seguros devidos a falhas de segurança de terceiros. 

O que aprendemos?

Os atacantes tentam, de forma regular, entram em vários websites com as credenciais expostas por falhas ou problemas de segurança de terceiros. Caso um utilizador utilize passwords fortes e únicas em todas as suas contas este risco desaparece. Relatório completo pode ser consultado aqui

Com base em telemetria anónima reportada pela extensão Password Checkup para o Chrome, concluímos que os utilizadores reutilizaram credenciais violadas e inseguras para algumas das suas contas financeiras, governamentais e de e-mail confidenciais. Este risco foi ainda mais prevalente em sites de compras (onde os utilizadores podem guardar detalhes de cartão de crédito), de notícias e de entretenimento.

De facto, fora dos sites mais populares, os utilizadores têm 2,5 vezes mais chances de reutilizar senhas vulneráveis, colocando a sua conta em risco de ser pirateada. 


De forma a melhorar a extensão Password Checkup para o Chrome, lançamos duas novas funcionalidades: 

  1. Mecanismo de feedback direto em que os utilizadores podem informar-nos sobre quaisquer problemas que se deparam através de uma caixa de comentários rápidos.
  2. A segunda oferece aos utilizadores ainda mais controlo sobre os seus dados. Permite que os próprios utilizadores cancelem a telemetria anónima que a extensão informa, incluindo o número de consultas que exibe uma credencial insegura, se um alerta leva a uma alteração de palavra passe e o domínio envolvido para melhorar a cobertura do site. Por padrão, esta extensão garante que o Google nunca aprenda o seu nome de utilizador ou palavra passe, independentemente do próprio utilizador ativar a telemetria. Ainda assim, queremos fornecer esta opção se os utilizadores preferirem não partilhar estas informações.

4 dicas para proteger a sua conta-online:

  • Utilize uma palavra-passe para cada uma das suas contas online;
  • Utilize sempre uma palavra-passe longa composta por números, letras e símbolos;
  • A Confirmação em 2 Passos permite uma segurança dupla das suas contas;
  • Caso o utilizador tenha um Android 7+, agora é possível é usar a impressão digital ou o bloqueio de ecrã ao invés de palavras-passe ao visitar alguns dos serviços do Google.

Estreia Europeia de três novos monitores de gaming da AOC na gamescom 2019

Na gamescom deste ano, que acontece entre os dias 20 a 24 de agosto em Colónia, a líder de mercado de monitores de jogos AOC apresentará o seu extenso portefólio, incluindo os novos monitores da série G2. O stand de 102 m2 da AOC e da Philips Monitors é o A-080 e vais estar localizado no Hall 10.1, no Centro de Exposições de Colónia, na Alemanha.

Estreia Europeia de três novos monitores de gaming da AOC na gamescom 2019

Evolução

Entre muitos outros modelos premium apresentados pela AOC na gamescom, este ano as estrelas da festa são os três novos monitores AOC Gaming da Serie G2. Os novos modelos vão estar disponíveis para todos os visitantes verem e experimentarem, em primeira mão, nesta estreia europeia. Os três modelos, o 24G2U (24’’), 27G2U (27’’) e o curvo CQ27G2 (27’’) vêm com um refresh rate de 144Hz, 1ms MPRT (Tempo de Resposta de Imagem em Movimento), FHD (1920x1080 pixéis), FreeSync, trazendo consigo também uma experiência de jogo suave.

G27G2U
The G27G2U, 27“ 144 Hz gaming monitor from the brand new AOC G2 Series

Esta linha não deixa nada a desejar

Com o expositor deste ano, a AOC vai mostrar que tem um monitor adequado para qualquer jogo. Os visitantes vão poder experimentar todos os modelos, como o AOC curvo de 27’’ QHD, o AGON AG273QCG. Ação, corridas ou jogos de tiros são otimizados com um monitor AGON AG273QCX de 27’’-VA-Panel, o AGON AG271QX de 27’’ FreeSync QHD ou o AGON AG272FCX6 de 27’’ FreeSync2 que garantem um movimento sem intermitência no ecrã, com frequências que variam entre os 144 e os 165Hz. Para qualquer tipo de jogo altamente competitivo, o AGON AG251FZ com 240Hz é a melhor aposta para um jogador ambicioso. Um driver Adaptive- Sync e um tempo de reação de 1ms eliminam as distorções para que fique à frente da concorrência. Para aqueles que querem mergulhar em mundos virtuais, o AGON AG352UCG6 ultrawide curvo de 35 polegadas, com G- Sync e WQHD, atrai qualquer jogador para o seu habitat natural, especialmente com a qualidade de imagem subtil. Os fãs da equipa G2 Esports também terão hipótese de experimentar o monitor G2590PX/G2 de 24.5 polegadas e 144Hz da marca G2 Esports. 

Para os jogadores de consola, os monitores da parceira da AOC, a Philips, estão prontos para brilhar e entrar nos corações dos visitantes com uma experiência de jogo de consola excecionalmente suave, designs elegantes e oferta de jogos populares.

No palco de entretenimento com meetups

A AOC e a Philips vão mostrar os seus produtos no Hall 10.1, no expositor A-080. O expositor terá também uma área dedicada à equipa G2 Esports, onde os fãs terão a oportunidade de conhecer e cumprimentar Lothar e Orb, assim como a equipa Rainbow Six Siege. Além disso, a AOC convidou os jogadores da equipa de Esports do Hertha de Berlim e mais alguns convidados especiais secretos do mundo dos influenciadores alemães. Com selfies e sessões de autógrafos, os fãs não só vão poder interagir com os seus heróis, como também vão poder desafiá-los em jogos divertidos no palco.

Para a programação exata do expositor, pode seguir as redes sociais da AOC:

REVELADOS NOVOS DETALHES SOBRE OS JOGOS POKÉMON SWORD E POKÉMON SHIELD E A NOVA SÉRIE DO POKÉMON TRADING CARD GAME NOS POKÉMON WORLD CHAMPIONSHIPS DE 2019

Foram realizados novos anúncios sobre os videojogos da Pokémon e o TCG, durante as cerimónias de abertura do principal evento competitivo da Pokémon ​​​​​​​ ​​​​​​​

REVELADOS NOVOS DETALHES SOBRE OS JOGOS POKÉMON SWORD E POKÉMON SHIELD E A NOVA SÉRIE DO POKÉMON TRADING CARD GAME NOS POKÉMON WORLD CHAMPIONSHIPS DE 2019

A The Pokémon Company International anuncia que o Pokémon Sword e o Pokémon Shield serão os videojogos oficiais utilizados para o evento competitivo nas competições mundiais de 2020. Foram ainda revelados novos detalhes sobre a temporada Pokémon e novas funcionalidades para os tão aguardados videojogos. Os jogos Pokémon Sword e Pokémon Shield serão lançados a 15 de novembro de 2019, exclusivamente para a consola Nintendo Switch™.

Para além destas novidades, a The Pokémon Company International apresentou a nova série do Pokémon Trading Card Game, Sword & Shield, baseada nos próximos videojogos, bem como um novo tipo de carta, o Pokémon V.

Batalhas em Pokémon Sword e Pokémon Shield

Em Pokémon Sword e Pokémon Shield, os Treinadores poderão ligar-se à Internet e lutar contra outros Treinadores em batalhas Single ou Double no Battle Stadium.  

No Battle Stadium, os Treinadores de Pokémon poderão participar em Ranked Battles, onde enfrentarão outros Treinadores e as respetivas Battle Teams provenientes de todo o mundo. 
  • Os Treinadores irão enfrentar adversários com uma classificação semelhante à sua e ganhar pontos consoante os resultados dessas batalhas. 
  • Cada classificação das Ranked Battles pertence a um nível específico e os Treinadores poderão aumentar a sua classificação ao ganhar pontos suficientes. 
  • Os Treinadores poderão consultar a sua classificação no Battle Stadium. Também poderão consultar a classificação dos restantes participantes de uma competição, através da versão do Pokémon HOME para smartphones. 


Nas Casual Battles, o que importa não é vencer ou perder, mas sim tornar-se num Treinador melhor. 
  • Um dos aspetos mais emocionantes das Casual Battles é a possibilidade de utilizar alguns Pokémon Lendários e Pokémon Míticos, que não são elegíveis para participar nas Ranked Battles.   


Algumas funcionalidades, tais como as Online Competitions e Rental Teams, também permitirão aos jogadores estabelecer uma ligação com outros Treinadores de várias formas. 

Os Treinadores que participam nas Online Competitions também podem participar nas Official Competitions ou nas Friendly Competitions. 
  • Nas Official Competitions, os participantes irão participar em batalhas especiais com uma série de restrições e regras diferentes. 
  • Nas Friendly Competitions, os Treinadores podem participar em competições organizadas por outros jogadores ou até organizar a sua própria competição. As regras das Friendly Competitions são definidas pelo organizador do evento.


As Rental Teams permitem aos Treinadores pedir Battle Teams emprestadas, introduzindo os ID disponíveis online, ou disponibilizar as Battle Teams que criaram como Rental Teams para outros Treinadores de todo o mundo. É possível alugar até cinco equipas de uma vez e até utilizá-las nas Ranked Battles.

O fenómeno Dynamax e os movimentos Max

Não só faz com que os Pokémon fiquem gigantescos, como também lhes permite aumentar o seu poder e mudar o desfecho de uma batalha. Os movimentos Max, que só podem ser utilizados pelos Pokémon Dynamax, também são muito mais do que poderosos - têm efeitos adicionais impressionantes. Por exemplo, o movimento Max Water-type, Max Geyser, é capaz de fazer com que comece a chover e o movimento Max Fighting-type, Max Knuckle, irá aumentar o poder de Ataque de todos os seus Pokémon aliados.  

Em Pokémon Sword e Pokémon Shield, o Pokémon de um Treinador pode beneficiar do Dynamax se esse Treinador possuir uma Dynamax Band. Os Pokémon não necessitam de ter um item especial para poderem beneficiar do Dynamax. Isto significa que os Treinadores podem escolher em que Pokémon pretendem utilizar o Dynamax, consoante o que estiver a acontecer na batalha, e podem mesmo oferecer aos seus Pokémon itens que aumentem a sua força, para que possam desencadear movimentos Max ainda mais poderosos.  

Novas Abilities e novos itens

Foram descobertas várias Abilities novas em Pokémon Sword e Pokémon Shield. Uma delas é o Neutralizing Gas do Galarian Weezing. Esta Ability neutraliza os efeitos contínuos das Abilities dos outros Pokémon, sendo mesmo capaz de impedir o seu desencadeamento. Assim que o Pokémon com o Neutralizing Gas sair do campo de batalha, as Abilities dos restantes Pokémon voltarão a ser ativadas.

Alguns Pokémon possuem Abilities raras que são conhecidas como Hidden Abilities. Em Pokémon Sworde Pokémon Shield, os Pokémon apanhados nas Max Raid Battles poderão ter estas Hidden Abilities. Existe também uma pequena probabilidade de os Treinadores encontrarem um Pokémon especial, capaz de beneficiar do Gigantamax nas Max Raid Battles. Embora estes Pokémon sejam extremamente raros, é possível que, ao participar em várias batalhas diferentes, encontre um Pokémon que consiga beneficiar do Gigantamax e também tenha uma Hidden Ability. Uma dessas Hidden Abilities é o Mirror Armor do Corviknight, que faz com que quaisquer efeitos de redução de estatísticas das Abilities ou dos movimentos se voltem contra o Pokémon atacante.

Em Pokémon Sword e Pokémon Shield, também estarão disponíveis novos itens que podem ser combinados com movimentos específicos para dar aos Treinadores uma vantagem nas batalhas. Estes itens incluem o Room Service e o Eject Pack. Quando um Pokémon tem o Room Service, as suas estatísticas de Velocidade serão reduzidas sempre que o movimento Trick Room for utilizado com êxito. Quando um Pokémon tem o Eject Pack e as suas estatísticas são reduzidas, o jogador poderá trocar imediatamente esse Pokémon por outro da sua equipa.


CG Pokémon: Sword & Shield e Pokémon V

Também durante os Pokémon World Championships 2019, Tsunekazu Ishihara, Presidente e CEO da The Pokémon Company, anunciou o lançamento de Sword & Shield, uma nova série do Pokémon Trading Card Game. Esta nova série irá incluir Pokémon V, as novas cartas poderosas que irão desempenhar um papel importante nas estratégias dos jogadores. Os participantes do evento puderam assistir ainda a uma pré- visualização de Zacian V e Zamazenta V, que estarão disponíveis na primeira expansão da série. Mais detalhes sobre o Pokémon TCG: a série Sword & Shield será anunciada brevemente.


Para mais informações sobre os jogos Pokémon Sword e Pokémon Shield, visite https://swordshield.pokemon.com/pt-pt/

Lenovo inicia ano fiscal 2019/2020 a liderar crescimento na indústria, duplicando receitas face ao período homólogo

Lenovo inicia ano fiscal 2019/2020 a liderar crescimento na indústria, duplicando receitas face ao período homólogo, resultado de uma forte aposta no Consumidor e na Aceleração de uma Estratégia de Transformação Inteligente
  • A receita do Grupo tem crescido consecutivamente há 8 trimestres, numa comparação anual, atingindo os 12,5 mil milhões de dólares no primeiro trimestre do ano fiscal 2019/2020 
  • Resultados antes de impostos duplicaram para 240 milhões de dólares, mais 127 milhões de dólares que no período homólogo 
  • A receita líquida foi de 162 milhões de dólares, mais 85 milhões 
  • Um em cada quatro PC´s fabricados mundialmente são Lenovo, um recorde de quota de mercado de 24,9%
Lenovo inicia ano fiscal 2019/2020 a liderar crescimento na indústria, duplicando receitas face ao período homólogo

O Grupo Lenovo (HKSE: 992) (ADR: LNVGY) anunciou ter alcançado no primeiro trimestre uma receita de 12,5 mil milhões de dólares, representando o oitavo trimestre consecutivo de crescimento. Antes dos impostos, a receita duplicou comparativamente ao ano passado, crescendo 127 milhões de dólares, atingindo os 240 milhões de dólares. A receita líquida também duplicou, passando dos 85 milhões para os 162 milhões de dólares.

O resultado básico por ação no primeiro trimestre foi de 1,37 centavos de dólar americano ou 10,74 centavos de dólar de Hong Kong.

“Começámos este ano fiscal de uma forma excelente. Mais uma vez, os fortes resultados alcançados neste trimestre proporcionam uma evidência clara que a Transformação Inteligente da Lenovo está a permitir um crescimento sustentado e rentável no mundo atual em permanente mudança. A nossa persistência conjugada com eficiência operacional permite- nos dar vida às nossas ideias e oferecer tecnologia mais inteligente para todos”, afirmou Yang Yuanqing, Chairman e CEO da Lenovo.

Ambiente do mercado global

Os resultados do primeiro trimestre indicam que a Lenovo continua a crescer – superando o mercado atual e liderando o setor tecnológico global, apesar das incertezas geopolíticas e comerciais da indústria. Tendo em conta o mix de receita globalmente equilibrado, a presença em 180 mercados e uma base de produção maioritariamente própria mais flexível, a Lenovo encontra-se melhor posicionada que a maioria. Até ao momento, existiu um impacto material insignificante nos negócios. Olhando para o futuro, a escala global e a dimensão do negócio garantem que a Lenovo permaneça bem posicionada no sentido de gerir condições de mercado complexas e dinâmicas, ao mesmo tempo que apresenta resultados sustentáveis a longo prazo.

Visão geral dos negócios do grupo

Os resultados positivos são liderados pelo Intelligent Devices Group (IDG). A PC and Smart Devices Group (PCSD), uma das duas unidades de negócio, permaneceu com um crescimento de receita a dois dígitos (12%), ao mesmo tempo que atingiu pela primeira vez o lucro de receitas mais elevado num primeiro trimestre de ano fiscal, aumentando assim, ainda mais, a rentabilidade do setor. Os resultados antes dos impostos foram de 524 milhões de dólares, um aumento de 98 milhões de dólares. As Américas e a Ásia-Pacífico registaram um crescimento de receita de 20% e 40%, respetivamente, e cada uma das quatro regiões (Américas, Ásia- Pacífico, China, EMEA) alcançou mais de 2 mil milhões de dólares em receitas, demonstrando o equilíbrio geográfico e a sustentado deste negócio.

Na área de PC’s, o volume de negócio superou o mercado em mais de 13 pontos, e o grupo atingiu um recorde de quota de mercado em PC’s de 24,9%. Este fator significa que, um em cada quatro PC´s fabricados mundialmente é Lenovo – consolidando a posição da Lenovo como número um a nível mundial em PC’s.

Estes fortes resultados são impulsionados pela inovação, portfólio de produtos direcionados para o consumidor e um foco contínuo na excelência operacional. Esta estratégica permite que a empresa supere, significativamente, o mercado em categorias de alto crescimento e premium, incluindo Workstation, Thin and Light, Visuals, Gaming PCs e Chromebook. Para o futuro, o grupo PC and Smart Devices continuará a impulsionar um crescimento premium e uma rentabilidade do mercado, concentrando-se em segmentos premium, bem como inovando no Smart IoT, Smart IoT comercial e desenvolvendo novos dispositivos para habitações e escritórios.

A segunda unidade de negócios do IDG, o Mobile Business Group (MBG), registou mais um trimestre rentável, e aumentou a receita, antes dos impostos, em 100 milhões de dólares, pelo 4.º trimestre consecutivo. Na América do Norte, o volume superou o mercado em mais de 37 pontos e a margem de lucro antes dos impostos melhorou em mais de 14 pontos, comparativamente ao ano passado. Na América Latina, o volume cresceu com ou acima do mercado, durante 11 trimestres.

No futuro, o Mobile Business irá continuar a manter a sua rentabilidade e a procurar oportunidades no sentido do crescimento rentável em novos mercados, com produtos cada vez mais inovadores.

Por sua vez, o Data Center Group (DCG) continuou, pelo oitavo trimestre consecutivo, a melhorar a sua rentabilidade numa comparação anual. A receita referente a Storage cresceu mais de 80% relativamente ao período homólogo e a Software Defined Infrastructure (SDI) continuou a aumentar numa escala a dois dígitos, comparativamente ao ano anterior. A receita global desceu devido a um pequeno número de grandes clientes cloud que reduziram a sua compra depois de um rápido crescimento em infraestrutura durante o último ano, e devido a uma menor receita por unidade em média, motivada pela diminuição do preço de alguns componentes.

No que se refere à High Performance Computing, a empresa estendeu a posição número 1 na lista dos 500 principais supercomputadores para 173 sistemas em 20 mercados - continuando a apoiar a investigação científica e aplicações inovadoras em todo o mundo. O grupo continuará a expandir-se como um Data Center completo, conduzindo as vendas de SDI, armazenamento, redes, HPC, AI, IoT, serviços e soluções, ao mesmo tempo que fortalece o design in-house e a capacidade de produção do Hyperscale. Por outro lado, a empresa melhorará ainda mais as rotas de mercado e a excelência operacional, de forma a alcançar um crescimento premium do mercado, ao mesmo tempo, que melhora a rentabilidade.

HDMI vs DVI: Qual o melhor?

É uma duvida legitima, e que quem usa só um ecrã pergunta qual a melhor ligação destas duas para ter melhor desempenho no monitor.

HDMI vs DVI

O objectivo deste artigo é saber qual o melhor tipo de cabo para ligar ao monitor do PC ou à TV e também dar a conhecer as definições de HDMI e DVI bem qual o melhor para tirar proveito dos seus dispositivos.

Geralmente dentro da caixa do monitor ou TV, quando compras um novo, tem um cabo e embora seja fácil conectá-lo e começar a trabalhar, é recomendável verificar se ele é o melhor para a tua configuração e utilidade que queres.

A maneira como um monitor ou TV é conectado a outros dispositivos pode ter um impacto noutros recursos, como qualidade de sinal, compatibilidade ou taxas de contraste e actualização.

Muitas vezes, é uma escolha entre duas opções: HDMI ou DVI. E entre estes dois existem diferenças significativas que vamos então ver.

HDMI


HDMI significa High Definition Media Interface e é o padrão para HDTVs. É também na maioria dos monitores de computador e fácil de usar, já que também transporta áudio.

Neste momento vai na versão 2.1 e esta versão traz grandes novidades:
  • Suportará conteúdo em resoluções até 10K. 
  • Suportará taxas de actualização de 120 Hertz a 10K de resolução. 
  • A actualização 2.1 adiciona um recurso “Game Mode VRR”, que permite que um dispositivo de origem, como um PC ou consola de jogos, sincronize sua taxa de actualização com um monitor conectado. 
  • O HDMI 2.1 suportará HDR como o 2.0 , mas também trará metadados dinâmicos, o que permite que a faixa exacta de luminância seja variada numa base “por frame”, como acontece com o Dolby Vision HDR. Os metadados dinâmicos do HDMI 2.1 funcionarão com o padrão aberto HDR 10. Isso significa melhor imagem HDR para dispositivos mais baratos. 
  • O áudio também será impulsionado. O Enhanced Audio Return Channel habilitará esquemas de áudio baseados em objectos similares ao Dolby Atmos e DTS X. Isso torna o áudio posicional mais realista, independentemente do som que tens. 

É claro que, para aproveitar todas as coisas do HDMI 2.1 precisas dispositivos compatíveis com isso.

DVI


Significa Digital Visual Interface, é o mais antigo dos dois e provavelmente está em fase final de vida. O sinal de vídeo é basicamente o mesmo que HDMI, apenas sem o áudio.

Esta tecnologia tem sido substituída pelo HDMI, mas ainda é muito utilizada , principalmente em sistemas de dois ou mais ecrãs.

HDMI vs DVI


A primeira diferença vem no design, são completamente diferentes. O HDMI é uma conexão muito menor, aproxima-se de o tamanho de uma USB enquanto o DVI é muito maior e significativamente mais confuso.

Na verdade, um cabo DVI pode ter variações, embora o layout mais comum seja uma configuração de 24 pinos que se parece muito com SCART.

O DVI está disponível em três variantes principais: DVI-I (analógica e digital) e DVI-A (puramente analógica) e DVI-D (digital), sendo esta última muito mais comum no mercado actualmente.

Enquanto existem diferentes modelos de HDMI, basicamente no mercado estão as ultimas duas versões, a 2.0 e a 2.1. No DVI não é assim e torna-se mais confuso.

Outra diferença significativa entre os dois é que o HDMI suporta até 32 canais de áudio, enquanto o DVI é somente de vídeo.

A maior questão ao comprar cabos é a compatibilidade. Ninguém gosta de comprar um monitor sofisticado e depois descobrir que o hardware não tem as portas certas para conectá-lo. É provável que um cabo HDMI seja compatível com os PCs, monitores e consolas de jogos mais modernos, enquanto o DVI é geralmente mais raro.

O que acontece muitas vezes é termos uma PC com HDMI e um monitor com DVI mas isso não é problema nos dias de hoje devido aos adaptadores, e vice-versa, a mesma coisa.

Agora vamos ver uma das principais diferenças, as taxas de actualização e qualidade. O 4K tornou-se usual e aqui as diferenças tornaram-se mais notórias.

Com HDMI 2.0, o suporte foi adicionado para 60Hz (o que corresponde aproximadamente a 60 frames por segundo) em resoluções 4K, enquanto isso foi limitado a apenas 24Hz nas versões anteriores. Beneficia também do HDR, uma tecnologia que está se torna cada vez mais disponível em dispositivos de ponta, o que essencialmente permite uma maior gama de detalhes em diferentes qualidades de luz.

Outra diferença é que o HDMI suporta protecção contra cópia HDCP como padrão, enquanto o DVI não suporta. Este é um sistema que impede que o conteúdo HD, como vídeos BluRay, seja reproduzido em dispositivos não autorizados.

Taxa de actualização tornou-se uma consideração importante principalmente para o mercado gaming. Taxas mais altas podem oferecer uma experiência de PC mais suave, mais eficaz e melhor para os nossos olhos.

Uma taxa de actualização pode ser simplesmente considerada como o número de frames por segundo que um monitor é capaz de lançar, com 144Hz oferece um potencial de 144 frames por segundo. Em versões mais recentes, o HDMI alcançou o DVI, já que ambos podem produzir 144hz a 1080p.

O DVI fornece suporte para 144Hz, embora para as taxas de actualização ultra-altas precisas de um cabo DVI-D de link duplo.

Aqui já não se encontram muitas diferenças, com a globalização, literalmente encontramos estes dois tipos de cabos ao "preço da China". Claro que existem cabos com qualidade superior e daí preços mais elevados, principalmente no HDMI.

Veredicto Final


Funcionalmente, os cabos HDMI e DVI são basicamente idênticos no que respeita à parte do Vídeo. Se queres audio incorporado, tens que obrigatoriamente optar por HDMI.

Agora e antes de tudo, deves escolher o cabo consoante o teu equipamento, se não terá que procurar por adaptadores.

Se precisas de taxas de actualização ultra-altas, a melhor aposta é HDMI actualmente.

Outras das vantagens do HDMI, mais concretamente na versão 4.1 é já ter suporte para resoluções até 10K.

Motherboards ASUS 300 e 400 AM4 suportam processadores AMD Ryzen 3000 a 100 por cento

A atualização do UEFI BIOS oferece compatibilidade com a 3ª geração de processadores APUs Picasso AMD e CPUs Matisse sem perda de recursos e destaca o compromisso da ASUS com o atendimento ao cliente 

Motherboards ASUS 300 e 400 AM4 suportam processadores AMD Ryzen 3000 a 100 por cento

DESTAQUES:

  • A atualização rápida e fácil do firmware BIOS UEFI prepara as séries de motherboards ASUS 300 e 400 para os mais recentes CPUs AMD Ryzen 3000 e APUS. 
  • Favorito dos utilizadores e elogiado pelos media, o ASUS UEFI BIOS aloca cuidadosamente a ROM de forma a preservar a interface e as principais funcionalidades entre as gerações de produtos. 


A ASUS anuncia que as séries de motherboards 300 e 400, nomeadamente o socket AM4, têm agora suporte total para os mais recentes AMD Ryzen™ 3000, através de uma fácil atualização do firmware UEFI BIOS que já se encontra disponível.

Para além de criar as melhores motherboards X570 do mercado, a ASUS coloca sempre as necessidades dos seus utilizadores em primeiro lugar, mostrando-se empenhada em oferecer o melhor suporte UEFI BIOS possível para as motherboards novas e as já existentes.

Recursos + suporte consistentes e confiáveis, através da premiada interface UEFI BIOS

Independentemente do tamanho da ROM da motherboard, não existe a necessidade de comprar uma nova, podendo-se simplesmente aceder aos recursos que estavam disponíveis antes da atualização. Desta forma, quem usa as ASUS 300 e 400, o socket AM4, e deseja fazer a atualização para a 3ª geração de APUs ou CPUs Ryzen 3000, pode fazê-lo com segurança sem comprometer os recursos. A ASUS garantirá que as CPUs mais antigas serão suportadas após a atualização do BIOS.

Motherboards ASUS e processadores AMD Ryzen 3000: a combinação perfeita

Para a mais recente plataforma Ryzen 3000, os utilizadores não precisam ir além das motherboards X570. Mas quem procura uma maneira mais económica de aproveitar os benefícios de desempenho oferecidos pelos processadores Ryzen 3000, pode escolher entre a gama de motherboards da série 300 e da 400. Entre os modelos mais populares destas séries estão a ROG Strix B450-E Gaming, a TUF Gaming B450 Pro Gaming e a TUF B450M Pro Gaming, todas com um design VRM robusto com alargado dissipador de calor, almofada térmica e componentes premium preparadas para mostrar a potência do Ryzen 3000.

Atualização fácil do UEFI BIOS para uma compatibilidade instantânea com os processadores AMD Ryzen 3000 

Para uma compatibilidade com os mais recentes processadores AMD Ryzen APUS e CPUS APUs AMD Ryzen, a atualização das séries 300 ou 400, AM4-socket, demora poucos instantes e pode ser feita seguindo dois métodos simples:

  1. Com o recurso exclusivo USB BIOS Flashback™ - que está incorporado em motherboards ASUS selecionadas - os utilizadores apenas têm de fazer o download do mais recente UEFI BIOS para uma flash drive USB e conectar a motherboard à fonte de alimentação. Em seguida, inserir a flash drive e pressionar o botão USB BIOS Flashback ou o Reset. Nenhum processador AM4 ou módulos de memória precisam estar instalados, e a atualização fica concluída em alguns minutos. 
  2. Alternativamente, os utilizadores podem também atualizar através da EZ Flash 3 que está integrado com o ASUS UEFI BIOS. Esta ferramenta permite que a atualização seja aplicada através de uma drive USB ou diretamente pela internet. 


DISPONIBILIDADE E PREÇO:

As motherboards ASUS 300 e 400 estão disponíveis em Portugal com um preço recomendado a partir de 54,70 euros.