Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Pirataria em Itália está estável segundo estudo

Pirataria em Itália está estável segundo estudo
Share it:
Um estudo da Ipsos realizado na Itália descobriu que o número de pessoas envolvidas em pirataria caiu um pouco em 2019.


Os filmes continuaram a ser o conteúdo mais popular entre os piratas, seguido das Séries.

Nos últimos anos, a empresa de pesquisa de mercado Ipsos realizou um estudo anual em nome da FAPAV, empresa local de combate à pirataria.

O objectivo do trabalho é medir as taxas gerais de pirataria no país, incluindo o número de participantes, o conteúdo consumido e o número de actos infractores.

O volume de cidadãos italianos que consumiram conteúdo pirata em 2019 caiu para 37%, enquanto em 2018 cerca de 38% da população estava ligada a consumo de conteúdo ilícito.

31% da população Italiana envolveu-se na pirataria de filmes (queda de dois pontos percentuais em relação a 2018), enquanto 23% consumiram Séries, um aumento de dois pontos em relação ao ano anterior.

A pirataria geral de desporto ao vivo subiu um ponto para 10% este ano.

Sem surpresa, o conteúdo de vídeo foi o mais popular entre os piratas, com 84% a consumirem filmes e 63% Séries. O software ficou pelos 46%, sendo que 27% admitiram aceder a eventos desportivos ao vivo.

Os italianos realizaram 578 milhões de actos individuais de infracção em 2018, e que em 2019, os italianos realizaram 'apenas' 414 milhões de violações de vídeo, uma queda de 28% em relação ao ano anterior.

No entanto, crianças de 10 a 14 anos, por exemplo, 39% usam fontes de piratas, uma queda de 8% em relação a 2018. No entanto, no mesmo grupo, o número de infracções aumentou de 31 milhões em 2018 para quase 40 milhões em 2019 , um aumento de 27% com um forte interesse relatado nas Séries de TV.

A nível de conteúdo desportivo, em 2018, cerca de 4,7 milhões de italianos obtiveram esse conteúdo ilegalmente, mas em 2019 aumentou para 5,2 milhões.

O estudo da Ipsos na Itália revela que, durante o confinamento do país, cerca de 40% da população esteve envolvida em pirataria, acima dos 37% relatados em média em 2019.

Os utilizadores de serviços de IPTV pirata também receberam um aumento notável para 19%, acima dos 10% registados em 2019. Estima-se que, durante o bloqueio, cerca de 10% dos italianos tentaram piratear pela primeira vez.

Um estudo muito interessante que pode ser consultado aqui!

Fonte: TorrentFreak
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: