Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Empresas de entretenimento unem-se para acabar com pirataria

30 criadores, líderes de conteúdo e empresas de entretenimento de todo o mundo lançaram a Alliance for Creativity and Entertainment (ACE), uma nova aliança global dedicada à protecção de dados contra a pirataria.
Share it:

30 criadores, líderes de conteúdo e empresas de entretenimento de todo o mundo lançaram a Alliance for Creativity and Entertainment (ACE), uma nova aliança global dedicada à protecção de dados contra a pirataria.


Os membros mundiais da ACE são Amazon, AMC Networks, BBC Worldwide, Bell Canada e Bell Media, Canal + Group, CBS Corporation, Constantin Film, Foxtel, Grupo Globo, HBO, Hulu, Lionsgate, Metro-Goldwyn-Mayer (MGM), Millennium Mídia, NBCUniversal, Netflix, Paramount Pictures, SF Studios, Sky, Sony Pictures Entertainment, Star India, Studio Babelsberg, STX Entertainment, Telemundo, Televisa, Twentieth Century Fox, Univision Communications Inc., Village Roadshow, The Walt Disney Company e Warner Bros. Entertainment Inc.


Nos últimos anos, o mercado legal de conteúdo criativo cresceu de forma exponencial, já que as empresas de cinema e televisão investiram fortemente em modelos de distribuição digital.

Actualmente, existem mais de 480 serviços on-line em todo o mundo disponíveis para que os consumidores vejam filmes e programas de televisão legalmente.

Este crescimento, segundo eles, impulsiona e muito a economia e só nos EUA representa o sector criativo vale 1,2 mil milhões de dólares, empregando 5,5 milhões de trabalhos directos, destacou a ACE.


Mas para eles a pirataria é uma ameaça a larga escala e esta representa uma ameaça para os criadores, consumidores e economia.

Filmes, Séries e Documentários demoram muito pouco tempo a estarem disponíveis online após o lançamento. No ano passado, foram estimados 5,4 biliões de downloads de filmes, séries, etc em horário nobre usando protocolos peer-to-peer em todo o mundo.

Também foram estimadas 21,4 bilhões de visitas totais em sites de pirataria em todo o mundo, tanto em desktops quanto em dispositivos móveis em 2016.

Existem estudos que apontam que a pirataria coloca os consumidores em risco pelo facto de estes sites transmitirem malware.


Ao reunir empresas criativas globais que produzem todas as formas de conteúdo, a ACE expandirá os esforços de cooperação em andamento para reduzir a prevalência da pirataria online.

A ACE recorrerá aos recursos anti-pirataria da Motion Picture Association of America (MPAA) em conjunto com os conhecimentos internos dos membros da ACE.

Especificamente, a ACE realizará pesquisas e trabalhará em estreita colaboração com as autoridades para reduzir os conteúdos ilegais e agir conforme a lei, processando os implicados.

Para obter mais informações sobre a ACE, visite www.alliance4creativity.com

Share it:

info

Post A Comment:

1 comments:

  1. No Dia em que todos os conteúdos estiverem disponíveis a todas a classes sociais, sobretudo, o monopólio do futebol, talvez a pirataria, deixe de ser procurada!
    Comentário de um burro...

    ResponderEliminar