Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Interior dos veículos mais seguro graças a sistema de monitorização da Bosch - Inteligência Artificial assegura maior segurança e conforto

Interior dos veículos mais seguro graças a sistema de monitorização da Bosch - Inteligência Artificial assegura maior segurança e conforto
Share it:
Inteligência Artificial assegura maior segurança e conforto 

Interior dos veículos mais seguro graças a sistema de monitorização da Bosch - Inteligência Artificial assegura maior segurança e conforto

  • O Sistema de monitorização deteta sonolência e distrações do condutor e auxilia na condução 
  • Harald Kroeger: “A Bosch usa camaras e IA para tornar o veículo num salva- vidas.” 
  • A Bosch está a desenvolver uma nova simbiose entre carro e condutor para a condução autónoma 
  • Nos próximos 20 anos, novas tecnologias de segurança, como avisos ao condutor sobre sonolência e/ou distrações, vai salvar 25.000 vidas em toda a Europa. 

Micro sono, distrações, cinto de segurança deixado de lado - muitas das coisas que acontecem dentro de um veículo podem ter consequências desastrosas. Para evitar situações críticas na condução e consequentemente acidentes, num futuro muito próximo os automóveis vão usar os seus sensores não apenas para monitorizar a estrada, mas também para monitorizar o condutor e outros passageiros. Com este objetivo, a Bosch desenvolveu um novo sistema de monitorização interno, com câmaras e inteligência artificial (IA). "Se o carro souber o que o condutor e os ocupantes estão a fazer, a condução pode tornar- se mais segura e cómoda", afirma Harald Kroeger, membro do conselho de administração da Robert Bosch GmbH. Este sistema da Bosch entrará em produção já em 2022. Também nesse ano, a UE tornará a tecnologia de segurança que, por exemplo, alerta os condutores para a sonolência e distração como um equipamento padrão em veículos novos. A Comissão da UE espera que, até 2038, os seus novos requisitos de segurança para veículos salvem mais de 25.000 vidas e ajudem a evitar pelo menos 140.000 feridos graves. Monitorizando o que está a acontecer dentro do carro, espera-se que seja resolvido um problema fundamental dos carros autónomos. Se a responsabilidade de conduzir for transferida para o motorista novamente, após um período de condução automatizada, é necessário que o carro assegure que o condutor não está a dormir, a ler o jornal, nem a responder a e-mails no seu smartphone. 

Uma câmara inteligente que monitoriza em permanência o condutor 

Se o condutor de um veículo adormecer ou estiver a olhar para o smartphone durante 3 segundos, a 50 km/h, percorrerá 42 metros sem qualquer supervisão. A maioria das pessoas subestima os riscos associados a estes comportamentos. Estudos internacionais afirmam que cerca de um em cada dez acidentes são causados ​​por distração ou sonolência. Isto levou a Bosch a desenvolver um sistema de monitorização interno que deteta e alerta sobre este perigo e fornece auxilio ao condutor. Uma câmara integrada no volante deteta quando as pálpebras dos condutores estão a ficar pesadas, quando estão distraídos e quando viram a cabeça na direção do passageiro ou dos bancos traseiros. Graças à IA, o sistema tira as conclusões corretas desta informação: alerta os condutores desatentos, recomenda uma pausa se estiver cansado ou reduz a velocidade dos veículos - dependendo dos requisitos da construtora e também da legislação em vigor. 

"O recurso a câmaras e IA transformarão o veículo numa espécie salva-vidas", afirma Harald Kroeger. Para que isto seja possível, os engenheiros da Bosch usaram algoritmos inteligentes de processamento de imagens e machine learning para “ensinar” o sistema a entender o que o condutor está a fazer. Pegando como o exemplo a questão da sonolência do condutor, o sistema é treinado através do recurso a gravações de situações reais de condução e, com base nas gravações da posição das pálpebras e da taxa de piscar de olhos, aprende quando o condutor está realmente cansado. Isto permite emitir um alerta apropriado à situação e usar os sistemas de assistência à condução em caso de necessidade. Os sistemas de alerta que emitem o aviso em casos de distração e sonolência serão de tal forma importantes no futuro que o NCAP (Programa Europeu de Avaliação de Novos Carros), vai inclui-los no roteiro da avaliação do Euro NCAP para segurança dos veículos até 2025. A segurança e confidencialidade dos dados está assegurada uma vez que os mesmos não são partilhados com terceiros nem salvos para uso posterior. 

Como uma corrida de estafetas: a responsabilidade passa do carro para o condutor e vice-versa 

Assim que os veículos circularem autonomamente será necessário que entendam os condutores. E apesar dos veículos serem capazes de circular sem a intervenção do condutor, também podem devolver o controlo aos condutores em situações mais complexas, como por exemplo em zonas de construção ou quando se pretende entrar ou sair de um parque. Os condutores devem poder assumir o controlo do veículo com segurança a qualquer momento durante a fase de condução autónoma, e o sistema de câmaras garante que não estão em estado de sonolência. Se os olhos permanecerem fechados por um período prolongado, será acionado um alarme. O sistema também interpreta as gravações da câmara para estabelecer o que os condutores estão a fazer no momento e quão prontos estão para assumir o controlo. A transferência da responsabilidade de condução é cronometrada conformo a situação. “O sistema de monitorização do condutor da Bosch será essencial para uma condução autónoma segura”, reforça Harald Kroeger. 

Um olho sempre aberto 

Para além de monitorizar o condutor, o sistema da Bosch “está de olho” em todos os passageiros, quer seja ao lado ou atrás do motorista. Para que isto seja possível, uma câmara montada acima ou abaixo do espelho retrovisor monitoriza todo o habitáculo. Ele percebe se as crianças nos bancos traseiros retiraram os cintos de segurança e avisa o condutor. Se alguém sentado na parte de trás estiver muito inclinado para a frente, debruçado ou com os pés no assento ao lado, os airbags e o tensor do cinto não poderão protegê-los adequadamente num acidente. A câmara pode dizer em que posição eles estão sentados e ajustar os airbags e o tensor de cinto para garantir a melhor proteção possível. Este sistema também impede que o airbag do assento do passageiro seja acionado se a alcofa de um bebé estiver no assento, situação que protege o bebé e que evita que o sistema se torne uma armadilha mortal. Outro dos casos é o esquecimento de bebés dentro de veículos durante largos períodos de tempo e que nos Estados Unidos, em 2018, resultaram em mais de 50 acidentes mortais (fonte: KidsAndCars.org). O novo sistema Bosch pode reconhecer este perigo e avisar os pais rapidamente, enviando uma mensagem para o smartphone. Em caso de emergência, também pode alertar os serviços de emergência. Como mostra o Hot Cars Act atualmente em debate nos Estados Unidos, legisladores demonstraram interesse ​​em soluções tecnológicas para enfrentar este desafio. 

A camâra para uma maior conveniência 

O novo sistema Bosch significa também maior conforto na condução. A câmara de monitorização interna pode dizer quem está a guiar e ajustar o espelho retrovisor, a posição do assento, a altura do volante e o sistema de informação e entretenimento para predefinir as preferências pessoais de cada um. Esta câmara pode igualmente ser usada para controlar, através do olhar e dos gestos das mãos, o sistema de infotainment.
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: