Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Signify lança luminárias profissionais feitas à medida e impressas em 3D

Signify lança luminárias profissionais feitas à medida e impressas em 3D
Share it:
Signify lança luminárias profissionais feitas à medida e impressas em 3D para uma economia circular e anuncia um grande projeto com Marks and Spencer. 
  • Novas instalações para impressão 3D nos Estados Unidos, Índia e Indonésia. 
  • M&S apoia a sustentabilidade através da renovação da iluminação. 
  • As grandes marcas apostam em luminárias ecológicas impressas à medida 


Signify lança luminárias profissionais feitas à medida e impressas em 3D

Signify (Euronext: LIGHT), líder mundial em iluminação, deu a conhecer as suas instalações para imprimir abajures e acessórios de iluminação em 3D (luminárias) na Holanda e planeia abrir fábricas de impressão a 3D nos Estado Unidos, India e Indonésia. A empresa aperfeiçoou esta forma de fabrico altamente flexível e sustentável, ao utilizar policarbonato 100% reciclável, que permite produzir as luminárias à medida e conforme as necessidades exatas do cliente e que podem ser recicladas no final da sua vida, sustentando uma economia circular. 

O retalhista de moda e alimentação Marks and Spencer (M&S) anunciou que se encontra na primeira fase de implementação de milhares de luminárias impressas em 3D nas lojas do Reino Unido até ao final de 2020. Junta-se assim a outros grandes clientes incluindo Albert Heijn, SAS, Total y Praxis. 

O investimento da Signify em impressão 3D reflete o compromisso da empresa em melhorar o serviço e oferta ao cliente, contribuindo ao mesmo tempo para a redução da sua pegada de carbono e da Signify. As luminárias impressas em 3D (excluindo a eletrónica e as óticas) têm 47% menos pegada de carbono do que uma luminária de metal fabricada convencionalmente. Quase todos os componentes podem ser reutilizados ou reciclados, o que suporta o conceito de economia circular. 

"Somos o primeiro fabricante de iluminação a produzir luminárias impressas em 3D à escala industrial, o que reforça a nossa posição na vanguarda da iluminação e da inovação sustentável", afirma Olivia Qiu, diretora de inovação da Signify. “A impressão de luminárias oferece uma forma de fabrico mais flexível, rápido e ecológico. Podemos criar novos designs ou personalizar os existentes para satisfazer as necessidades do cliente rapidamente, sem grandes investimentos ou longos ciclos de desenvolvimento. 

Os clientes podem concretizar as suas ideias numa questão de dias, em vez de meses, e a impressão requer menos energia. As nossas luminárias impressas em 3D têm uma pegada de carbono menor que as luminárias de metal tradicionais. Pesam menos, permitindo uma redução de 35% nas emissões de carbono no transporte. Além disso, ao manter a produção próxima às áreas urbanas, reduzimos ainda mais a pegada de carbono. Por sua vez a iluminação LED é mais eficiente em termos de energia do que a iluminação convencional. 

Planos de expansão 

A Signify já tem o serviço de impressão 3D em Maarheze, na Holanda. O objetivo é ter até 500 impressoras 3D de diferentes tamanhos, com a possibilidade de criar luminárias até 60 cm de altura e largura. Em janeiro de 2020, as novas impressoras Signify 3D vão estar operacionais em Burlington, Massachusstes, EUA, para responder às necessidades do mercado profissional e de consumo. As instalações em Noida, Índia e Jacarta, Indonésia, estarão funcionais em breve. A tecnologia LED vai ser integrada nas luminárias em todos os centros de produção. 

Iluminação para uma economia circular 

A M&S, um dos principais retalhistas, está a implementar um processo de instalação de milhares de soluções LED impressas a 3D da Signify em lojas do Reino Unido, incluindo Londres, Manchester, Belfast, assim como Dublin e, Cork na Irlanda. O projeto faz parte da importante ação planeada para melhorar o rendimento das lojas e gerar melhorias significativas em energia. Nas lojas, os diferentes tipos de luminárias são substituídos por versões com tecnologia LED impressa a 3D. Estes produtos personalizados são dimensionados para se adaptarem perfeitamente aos suportes existentes, garantindo o uso contínuo das estruturas existentes no teto. O anúncio faz parte do compromisso da M&S em usar tecnologias mais sustentáveis nas suas lojas. 

“Trabalhámos bastante durantes anos para criar um M&S mais ecológico e baixo em carbono, e estamos orgulhosos por sermos o primeiro grande retalhista a ser neutro em 2012.”, disse Oliver Knowles, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da M&S. “A impressão 3D existe há algum tempo, no entanto estas luminárias são a primeira aplicação real de iluminação para retalhistas, que tem vindo a melhorar a sustentabilidade das nossas lojas e são extremamente complementares à nossa estratégia de sustentabilidade. O potencial dos equipamentos é enorme, tanto do ponto de vista energético como da rentabilidade. São impressos por pedido para serem perfeitamente instaladas sem qualquer necessidade de modificações nos tetos. Também podem ser devolvidas para que sejam recicladas e impressas com um novo design, o que permite ser circular. M&S está a liderar, ao ser o primeiro grande retalhista do Reino Unido a dar este passo." 

A Albert Heijn, cadeia de supermercados holandesa, começou a usar luminárias decorativas suspensas feitas à medida para melhorar a atmosfera nas seções de alimentos frescos em mais de 100 lojas na Holanda, em 2017. As luminárias foram impressas com as cores e formato de frutas. Entretanto outros projetos foram implementados em várias lojas, em secções de congelados e café. O supermercado pode renovar continuamente o design ao devolver os abajures com a Signify, que os tritura e imprime com um novo design. 

Em 2018, 79% das vendas da Signify representavam receitas sustentáveis. A empresa comprometeu- se em ser neutra em carbono em 2020 e foi recentemente nomeada Líder de Indústria no Índice de sustentabilidade Dow Jones pelo terceiro ano consecutivo.
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: