Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Conheça o projecto "Marte na Terra" através do Google Street View

Conheça o projecto "Marte na Terra" através do Google Street View
Share it:
A partir de hoje,  qualquer pessoa pode visitar "Marte na Terra" através do Street View. A  A ilha de Devon é a maior ilha desabitada do planeta. No entanto, os factores que tornam a ilha inabitável também a tornam indispensável para os cientistas e investigadores que lá trabalham - o seu clima e a sua paisagem é o mais próximo de Marte que pode ser encontrado na Terra.  A equipa do Google Street View precisou de 7 voos e de 72 horas para conseguir aterrar na ilha Devon.


Post de, Katja Minitsenka Program Manager

A Ilha de Devon, uma massa de terra desoladora no Ártico do Canadiano, com um clima polar e um terreno rochoso e árido, é a maior ilha desabitada do planeta. No entanto, os factores que tornam a ilha inabitável também a tornam indispensável para os cientistas e investigadores que lá trabalham - o seu clima e a sua paisagem é o mais próximo de Marte que pode ser encontrado na Terra.

Agora qualquer pessoa pode visitar "Marte na Terra" através do Street View. No ano passado, recebi um convite especial do Dr. Pascal Lee, presidente do Mars Institute Mars e diretor do Projeto Haughton-Mars para visitar a ilha de Devon e aprender mais sobre a pesquisa que é realizada ali. Passámos três meses a prepararmo-nos para a expedição e, após 72 horas em sete voos, chegámos ao acampamento rodeado de uma paisagem sublime e intocável.

A ilha de Devon, muito semelhante a uma base futura em Marte, não possui a infraestrutura que julgamos garantida. Todo o abastecimento necessário ao acampamento - comida, gasolina, ferramentas e bens pessoais - deve ser transportado em cada excursão e todo o lixo tem de ser empacotado e trazido de volta para a zona continental. Nesta base de investigação, todas as pessoas têm a sua função. Até o cão KingKong, do Dr. Lee, tem uma responsabilidade - estar sobre aviso e alertar no caso de um urso polar entrar no acampamento.

Todas as manhãs, antes de sairmos para recolher imagens para o Street View nas moto4, reuníamos o grupo e falávamos sobre o plano do dia de modo a garantir que todos sabíamos o que fazer nesse dia: quem liderava, quem ia na rectaguarda e quem ficava no acampamento para cozinhar e cuidar da manutenção. Todo este processo forneceu-nos uma imagem real de como os humanos que irão a Marte vão explorar o novo planeta: a gestão e a preparação detalhadas são fundamentais para o sucesso desta operação
Visite a ilha de Devon no Google Earth.
Ao longo da semana, fomos a alguns dos lugares de maior interesse para a pesquisa e a exploração da NASA: a cratera Haughton, uma cratera de impacto com 20 kms de diâmetro; o Astronaut Canyon, semelhante a muitos dos vales sinuosos em forma de V em Marte; e os antigos leitos de lagos de Breccia Hills. O que mais chama a atenção na ilha de Devon é a sua vastidão e o quanto desolador pode ser. No entanto, cada rocha, colina e desfiladeiro conta uma estória. Breccia Hills, por exemplo, está repleta de cones quebrados, rochas criadas pelo impacto dos meteoritos de há milhões de anos.
Legenda: A expedição utilizava moto 4 para circular nos solos áridos e rochosos
Legenda: Breccia Hills
                                     
Legenda: Rocha de Breccia Hills
Legenda: O KingKong na entrada do acampamento

Também conseguimos captar a nossa experiência com um Pixel 3, tratando-se do primeiro documentário filmado num Pixel, que mostra o quão majestoso e difícil pode ser a preparação na Ilha de Devon para uma missão em Marte.

Explore “Mars on Earth” e saiba mais aqui.
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: