Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

15 anos de YouTube: CEO do YouTube olha para trás e projeta o futuro

15 anos de YouTube: CEO do YouTube olha para trás e projeta o futuro
Share it:
No dia em que o YouTube assinala 15 anos Susan Wojcicki, CEO do YouTube, destaca numa carta algumas das conquistas, o crescimento da plataforma em termos qualitativos e quantitativos, o seu impacto e as alterações da plataforma em torno da responsabilidade e projeta o futuro do YouTube. 

O YouTube aos 15: O Meu Percurso e o caminho a percorrer 

15 anos de YouTube: CEO do YouTube olha para trás e projeta o futuro

“Normalmente, atualizo os criadores a cada trimestre sobre as minhas prioridades e os destaques dos últimos meses. Este ano, e tendo em conta que o YouTube comemora o seu 15º aniversário quero dirigir-me a toda a comunidade do YouTube e apresentar a nossa visão para o ano que já se iniciou. 

Faz hoje 15 anos que o YouTube deu um pequeno passo em direção ao que iria ser algo grande. A 14 de fevereiro de 2005, o YouTube foi registado como um website. Os seus fundadores queriam criar uma forma das pessoas de todo o mundo partilharem vídeos. Pouco tempo depois, foi carregado o primeiro vídeo - "Me at the zoo" - e, antes do final do ano, o website recebia milhões de visualizações por dia.

A apenas alguns quilómetros da sede do Google, começava também a trabalhar com colegas para vermos como as pessoas poderiam utilizar o vídeo online. Para grande surpresa nossa, os utilizadores de todo o mundo queriam carregar os seus vídeos e partilharem as suas histórias. Mas o que me surpreendeu ainda mais foi o facto de tantos outros quererem ver esses vídeos sobre a vida quotidiana, tais como, danças engraçadas, crianças a fazer algo inesperado e, é claro, muitos vídeos de gatos. Estes vídeos divertiam-nos, mas também mostravam que havia algo de muito humano na conexão através do vídeo online. Enquanto que os media tradicionais mostravam frequentemente versões refinadas e aperfeiçoadas da vida, este meio era diferente; tinha um sentimento cru, honesto e autêntico. 

À medida que o YouTube levantava voo ficou claro que a companhia iria precisar de um investimento de capital significativo para suportar o seu crescimento e por isso o YouTube decidiu a venda a outra companhia. Eu, juntamente com o Salar Kamangar, decidimos juntar as duas empresas. Após a aquisição, o fundador Chad Hurley tornou-se CEO, depois o Salar, e eu fiquei incrivelmente honrada quando me tornei na terceira pessoa a desempenhar funções de CEO no YouTube, há seis anos. 

Num avanço rápido até ao presente, o YouTube já conta com mais de dois mil milhões de utilizadores mensais por todo o mundo e, a cada minuto, 500 horas de vídeo são carregadas na plataforma. Olhando para 2020 estamos focados em tornar o YouTube um local onde todos possam ter voz e possam ver o mundo como nós: 

  • Aumentar o ecossistema de criadores para ser o melhor local para criadores. Os criadores são o coração do YouTube e são pioneiros em novos conteúdos ao filmarem e partilharem as suas vidas, cobrindo tópicos como jogos, fitness, comédia, hobbies, tutoriais de maquilhagem e todo o tipo de vídeos Faça Você Mesmo. Quer reparar a arca frigorífica que já tem 10 anos ou o seu carro? O YouTube provavelmente tem o vídeo para substituir todas as partes e em vários idiomas! Os criadores estão na vanguarda da cultura e também estão a tornar-se nas empresas de media da próxima geração, impulsionando as economias locais com novos empregos. Comparado com o ano passado, o número de criadores que ganha cinco dígitos anualmente aumentou mais de 40%. E mais de 170.000 canais do YouTube em todo o mundo têm mais de 100.000 subscritores - são centenas de milhares de pequenas empresas a crescer através da plataforma. O YouTube é único como plataforma, pois partilhamos a maior parte das receitas com os nossos criadores. No futuro, o nosso objetivo é continuar a aumentar a receita e as audiências dos criadores do YouTube. Agradecemos tudo o que os criadores de conteúdo fazem para inspirar, educar e divertir a sua audiência Sabemos que os fãs também os apreciam e hoje estamos a lançar a terceira campanha anual #LoveNotes. Clique aqui para mostrar o quanto gosta dos seus criadores favoritos.
  • Parcerias com a indústria da música para aumentar a receita, lançar novos artistas e promover a música. O YouTube oferece dois mecanismos de receita através de publicidade e subscritores. Em 2019 pagámos mais de 3 mil milhões de dólares à indústria da música através de anúncios e assinaturas. Também fazemos parcerias com artistas para apoiar e ampliar o seu trabalho em todas as fases das suas carreiras. Dua Lipa esteve presente no primeiro programa Foundry do YouTube - a nossa iniciativa para desenvolver música independente. Justin Bieber e Billie Eilish construíram uma enorme audiência global ligando-se e interagindo diretamente com os fãs no YouTube. Com apenas 18 anos, Billie é uma das maiores estrelas do mundo e venceu recentemente cinco das principais categorias dos Prémios Grammy E desde os primeiros dias, que o YouTube tem sido a casa dos artistas que encontraram maneiras criativas de usarem a plataforma para ajudar a expandir o seu alcance. Em 2005, a banda norte americana OK Go teve um dos primeiros hits virais com o seu videoclipe, A Million Ways. Os fãs publicaram as suas próprias versões da coreografia inspirada na boys band, e a banda OK Go decidiu oficializar a coreografia com um desafio de dança no YouTube. Continuamos a assistir ao crescimento de artistas desconhecidos com um único hit viral. No ano passado, o hit" Old Town Road, do rapper americano Lil Nas X tornou-se um fenómeno do YouTube e o single com mais presenças consecutivas no primeiro lugar da tabela da Billboard Hot 100
  • Trabalhar com empresas de media para ampliar as suas audiências através de mudanças de horários, novas geografias e novos utilizadores. Também estamos a aumentar a notoriedade dos serviços de subscrição, desportos e destaques de notícias, conteúdos de formato longo e filmes com trailers e clipes. Estamos a ligar as redes e parceiros de media a uma base de consumidores que está, cada vez mais, a trocar o sistema de subscrições multi-canais no cabo. Hoje o YouTube TV tem mais de 2 milhões de subscritores e o nosso serviço expandiu-se nos Estados Unidos oferecendo acesso a mais de 70 canais, incluindo redes por cabo, desportos em directo e programação on demand.
  • Ajudar os pequenos e grandes anunciantes a encontrar mais clientes. Os anunciantes reconhecem o alcance e a eficácia do YouTube para criar notoriedade, melhorar a consideração e gerar resultados. Em 2020, vamos continuar a tornar as nossas soluções simples e mais eficazes mantendo o sentido de responsabilidade. Passámos os últimos três anos a trabalhar para encontrar o equilíbrio certo entre o que os anunciantes consideram segurança de marca e o que os criadores consideram uma desmonetização. Vamos continuar a desenvolver ferramentas que dão aos anunciantes confiança sobre onde os seus anúncios são exibidos. Também estamos a trabalhar para oferecer maior transparência e certeza aos criadores, com mais orientações sobre as nossas diretrizes para conteúdos adequados para publicidade e a expansão do nosso programa de autocertificação para criadores.
  • Continuar a ser o local onde utilizadores vão para se divertir e aprender. O YouTube tornou-se na maior biblioteca de vídeos do mundo, um local onde as pessoas vão para se divertir, assistir aos vídeos dos seus criadores favoritos, receber ajuda nos trabalhos de casa, aprender um novo hobby, assistir ao videoclipe mais recente e encontrar uma comunidade. Vimos como o vídeo é um meio eficaz para aprender - os utilizadores podem ver como fazer algo e repetir a lição as vezes que acharem necessárias! Seja para ajudar numa aula de matemática ou para aprender a costurar e tornar-se num empreendedor, sabemos que o YouTube é uma força motriz para a aprendizagem. Para ampliar este impacto positivo, estamos a investir em conteúdo familiar de qualidade, incluindo o nosso fundo de 100 milhões de dólares dedicado à criação de conteúdo original para crianças no YouTube e no YouTube Kids. 

Com estas novas oportunidades, surgiram novos desafios em torno da responsabilidade. Desde os primeiros dias do YouTube que percebemos a importância de definir regras da viagem através das Regras da Comunidade. Ao longo dos anos, estabelecemos o compromisso de proteger a comunidade do YouTube. Embora o YouTube seja claramente uma plataforma - o nosso foco como empresa é distribuir o conteúdo produzido por outras pessoas - não significa que não temos responsabilidade. Este é o meu foco número um e vamos continuar a trabalhar veementemente de forma a garantir que estamos do lado certo da história.


Os nossos esforços de responsabilidade assentam nos 4 Rs:

- Removemos conteúdo que viola as nossas políticas tão rapidamente quanto possível. No terceiro trimestre de 2019 removemos mais de 8.7 milhões de vídeos.

- Aumentamos (Raise) as vozes autorizadas nas pesquisas e recomendações para notícias ou outro tipo de informação mais sensíveis.

- Reduzimos as nossas recomendações de conteúdo que se opõem às nossas políticas. Reduzimos em mais de 70% o tempo de exibição de conteúdo que está na fronteira entre o aceitável e o que viola as regras (borderline) proveniente de recomendações não subscritas nos EUA. Em 2019 levámos a cabo estes esforços noutros mercados, incluindo Brasil, França, Alemanha e México. E iniciámos o ano de 2020 a expandir os nossos esforços na Itália e no Japão, e com previsões de expansão ao longo do ano.

- E recompensamos o conteúdo que vai ao encontro dos nossos parâmetros de monetização.

Estamos orgulhosos do trabalho que fizemos nos últimos três anos para elevar a fasquia da responsabilidade. Nos últimos dois anos, fizemos mais de 50 alterações nas nossas políticas, regularmente com consultas a especialistas externos relevantes em todo o mundo que nos ajudam a criar as linhas mestras que irão proteger a nossa comunidade no longo prazo. Hoje, o conteúdo problemático é apenas uma fração de um por cento do que é visualizado no YouTube, e queremos diminuir ainda mais este número. E à medida que as eleições presidenciais dos EUA se aproximam, vamos continuar a equilibrar a abertura com responsabilidade garantindo que o YouTube é uma fonte confiável de informação. Os nossos esforços incluem o aumento de notícias confiáveis sobre as eleições e a remoção dos chamados maus atores e dos conteúdos enganosos.

Nos próximos meses, vamos celebrar os momentos que levaram ao lançamento público do YouTube em maio de 2005. À medida que me vou recordando do meu percurso no video online nos últimos 15 anos, sinto-me incrivelmente privilegiada por fazer parte destes momentos-chave. O que me inspira como CEO do YouTube são as histórias que ouço todos os dias sobre como o YouTube permitiu que alguém construísse um negócio, adquirisse novas competências, o que riu, o que chorou e o que o ligou aos outros. Embora eu não saiba o que os próximos 15 anos vão trazer, tenho a certeza de que o YouTube vai continuar a capacitar a próxima geração de contadores de estórias e a enriquecer todas as nossas vidas.

Susan Wojcicki
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: