Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Operadores de Telecomunicações e a nossa Privacidade

Operadores de Telecomunicações e a nossa Privacidade
Share it:
Se te preocupas com a tua privacidade online este post é sem dúvida para ti.

Operadores de Telecomunicações e a nossa Privacidade

Hoje em dia a nossa operadora de telecomunicações, independentemente de qual for, guarda e mantém todos os registos do sites que visitas e que já visitaste, isso basta ires à administração do teu router para veres que está lá todo o teu histórico.

Histórico esse que pode ser acedido ou pode ser doado, ou vendido a muitas entidades sem tu saberes de tal coisa.

Por exemplo no teu trabalho, o teu chefe pode verificar o que andaste a fazer, basta pedir ao responsável de TI.

O Governo pode pedir informações ás operadoras e por aí adiante, as leis estão feitas para os teus dados poderem ser acedidos.

E então se acederes à net em sítios públicos, mais concretamente em wifis de cafés, aeroportos, ou centros comerciais, além das empresas responsáveis, tornas-te também um alvo para hackers e um alvo muito fácil.

O que a tua operadora pode ver?


Supostamente, existem dados sensíveis e protegidos por lei. Passwords, dados bancários, etc. Tudo isso está protegido pelas leis da Privacidade, supostamente ainda mais apertadas com a chegada do RGPD.

Ainda assim são milhares de informações que a operadora pode recolher ou saber sobre ti.

Vamos começar, o endereço IP que é automaticamente atribuído pela operadora quando assinas um serviço, mesmo não sendo fixo, a operadora sabe sempre qual o teu IP e a partir daí ela sabe logo o seguinte:
  • Sites que visitas online;
  • Páginas que visitas com maior frequência;
  • Teus hábitos e pesquisas;
  • Tempo que passas online e onde o passas online;

Isto pode piorar se tu és daqueles que partilhas voluntariamente algumas informações tuas online. As rede sociais levam a isso, mas também alguns sites e costumam pedir informações como:
  • Localização;
  • Status de relações;
  • Numero de telemóvel;
  • Email;
  • Perfis nas redes sociais;

Estes são apenas alguns exemplos e ainda existem aquelas páginas com avisos e permissões que aceitas sem querer.

Qual o motivo que leva as operadoras a espiarem-nos?


Antes demais, as nossas operadoras não funcionam como agências governamentais e não estão constantemente à espera de alguma coisa.

Basicamente quando tu pedes para ir a um determinado site, o teu browser envia uma consulta ao sistema de nomes de domínio (DNS) para obter esse endereço IP para conectar ao site.

O DNS é um directório público e a tua operadora vê todos os pedidos feitos a ele. Como essas consultas DNS quase nunca são encriptadas e são públicas a tua operadora vê todas as consultas enviadas do teu computador, mesmo com uma conexão encriptada.

Ou seja, basicamente tu fazes compras, lês emails, pesquisas online, ouves musica, vês vídeos entre outras coisas e toda essa informação é extremamente valiosa e pode-se ganhar muito dinheiro com ela.

E é neste possível lucro que existe uma possível "queda" pelos teus dados e pormenores.

Existe também a motivação politica, hoje em dia já se estudam muito bem todos os eleitores e preferências.

Vamos dar como exemplo o Google, quando aparece publicidade na Google basicamente foi de encontro aquilo que tens nadado a pesquisar, e de acordo com os teus gostos, isto porque guarda as tuas pesquisas e através de algoritmos de Inteligência Artificial ele tenta chegar o mais perto do teu interesse possível.

As operadoras basicamente funcionam da mesma maneira e acabam por se associar a empresas de publicidade ou de tratamento de dados.

Como impedir que a tua operadora te vigie?


Existem métodos que podem ajudar a manter os teus registos da forma mais anónima possível, mas não totalmente, isso é basicamente impossível a não ser que te desligues da internet.

Vou então aqui dar algumas dicas:

1 - Uso de VPN

As VPNs encriptam todas as ligações e alteram também a tua localização e isto confunde qualquer operadora mas não te metas a instalar qualquer VPN.

Isto porque algumas também recolhem e vendem os teus dados e voltas a aquilo que andas a fugir.

Vê neste artigo algumas VPNs a considerar.

2 - Navegação em Separador Anónimo

Mesmo que a navegação anónima não apague totalmente a tua pegada digital, ela traz algumas vantagens para a tua segurança e privacidade.

A navegação anónima tem como objetivo garantir aos utilizadores que nenhum registo da sua atividade online ficará gravado no dispositivo que estão a utilizar.

Isto evita tracking por cookies entre outras coisas.

Não te garante anonimato mas ajuda.

3 - Tor

O Tor é uma rede de túneis virtuais que permitem navegar na Internet sem deixar vestígios. Depois de fazer download o Tor, serás direccionado para um browser especial chamado TorBrowser.

Este método também é utilizado para aceder à Deep Web e percebe-se o porquê.

Resumindo


Sim, basicamente as operadoras fazem uso de alguns dados nossos, essencialmente por uma questão de marketing e publicidade.

Esses dados podem ser vendidos a terceiros para depois chegarem até ti.

Não é tão linear como pode parecer, não estás a ser vigiado constantemente, existe alguma recolha de dados. Esses dados não são vendidos de uma forma normal, até porque existem leis que nos prtegem mas existem maneiras de contornar sempre as leis.

Escândalos como a Cambridge Analytica têm vindo a acontecer e os governos têm mudado leis para estarmos cada vez mais visíveis, invocando muitas vezes questões de segurança nacional.

Isto é um post que é para despertar a curiosidade nestas questões, porque na realidade, cada vez podemos fazer menos para nos mantermos anónimos na Internet.


Se gostas daquilo que nós fazemos não te esqueças de partilhar e visitar os nossos sítios:

Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: