Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Queixas na Saúde disparam 73% num ano

Queixas na Saúde disparam 73% num ano
Share it:
Impossibilidade de assistência médica, dificuldade no atendimento telefónico e vacinação foram os principais motivos de reclamação registados em março deste ano
Queixas na Saúde disparam 73% num ano
Volvido um ano desde o início da pandemia de COVID-19, uma análise do Portal da Queixa revela que as reclamações dirigidas ao setor da Saúde dispararam 73%, face a 2019. Entre 1 de março de 2020 e 29 de fevereiro de 2021, a plataforma recebeu mais de 7.500 reclamações. Em março deste ano, já foram contabilizadas 526 queixas. A impossibilidade de ser atendido por um médico é o principal motivo de reclamação dos portugueses e a categoria mais reclamada durante o mês de março, é a dos Planos e Seguros de Saúde, seguindo-se o SNS.

É um facto que a pandemia da Covid-19 veio alterar o funcionamento da maioria dos setores de atividade, entre os quais o setor de entregas, e-Commerce, hotelaria, entre outros, mas sobretudo, o setor da Saúde. Após um ano de pandemia, a equipa do Portal da Queixa fez um balanço das reclamações dirigidas à área da saúde, setor que está na linha-da-frente do combate à doença.

Desde o início de março de 2020 até ao final de fevereiro de 2021, foram registadas na plataforma 7.563 reclamações dirigidas ao setor da saúde, um aumento de 73% face a igual período do ano anterior (1 de março de 2019 até 29 de fevereiro de 2020), onde foram registadas 4.370 queixas.

Analisando o corrente mês de março, a plataforma de comunicação global entre consumidores e marcas/entidades, recebeu até ao dia 30 de março, 526 reclamações, uma ligeira subida comparativamente com o período homólogo (março de 2020), onde se verificaram 508 queixas.

Durante este mês de março, as categorias alvo do maior número de reclamações foram: Plano e Seguros de Saúde (124 queixas), Serviço Nacional de Saúde (106), Hospitais e Centros de Saúde (97), Grupos Privados de Saúde (60) e Farmácias (55).

O estudo apurou que, no mês de março, entre os três principais motivos de reclamação reportados pelos consumidores no Portal da Queixa, estão a impossibilidade de ser atendido por um médico (37%), a dificuldade no atendimento telefónico (34%) e a vacinação (8%), sendo que, este último, resulta do facto de a campanha de vacinação que se encontra a decorrer e está relacionado com as dúvidas e dificuldades dos utentes sobre a mesma.

Variação do número de reclamações mensais entre março de 2020 e fevereiro de 2021:

Mês

Reclamações
2020

Março

508

Abril

491

Maio

628

Junho

615

Julho

676

Agosto

594

Setembro

655

Outubro

734

Novembro

724

Dezembro

681

Janeiro

787

Fevereiro

470



Casos registados no Portal da Queixa

A atestar a insatisfação dos portugueses, estão alguns dos casos registados no Portal da Queixa, enquanto plataforma de comunicação global entre consumidores e marcas, e a única que partilha publicamente experiências de consumo e os resultados da resolução dos problemas reportados.

Carla Martins, alerta na sua reclamação para o facto de o pai, de 78 anos e com problemas respiratórios, ainda não ter sido vacinado.

Outra consumidora, Dulce Sousa, reporta a sua indignação perante o facto de os pais – com 82 e 89 anos -, ainda não terem sido chamados para serem vacinados.

Por seu turno, Dina Domingos, é uma das muitas utentes que denuncia o facto de não conseguir contactar telefonicamente o Centro de Saúde.

De acordo com Pedro Lourenço, CEO & Founder do Portal da Queixa by Consumers Trust: “Enquanto que, verificámos indicadores de redução do número de reclamações através dos canais do Estado, nomeadamente no Livro Amarelo e de Reclamações, que induzem em erro na interpretação do atual estado do setor, no Portal da Queixa este crescimento é demais evidente, demostrando, não só, que os utentes do SNS estão descontentes com o serviço prestado, mas também pela desacreditação no regulador de defesa do consumidor, que manifestamente não traduz confiança na resolução dos problemas apresentados.”

NOTA: Todas as reclamações efetuadas no Portal da Queixa dirigidas ao setor da Saúde estão disponíveis para consulta pública em: www.portaldaqueixa.com
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: