Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Será o fim das salas de cinemas?

Será o fim das salas de cinemas?
Share it:

Tenho pensado bastante neste cenário. Pessoalmente sou adepto de ir ao cinema mas a verdade é que antes da pandemia já ia menos e agora durante a pandemia nunca mais fui.

Será o fim das salas de cinemas?

Estamos a começar uma nova era do Streaming e com isso a era do cinema provavelmente irá cair. A tendência já era de queda e agora a pandemia vai ajudar a um fim anunciado. Posso estar enganado mas acho que não.

A pandemia não nos limita só, também muda a nossa forma de agir e viver. A força do habito é muito poderosa e cria rotinas que provavelmente vão ficar connosco durante muito tempo.

O que se está a passar é que está a haver um aumento substancial e exponencial de assinaturas dos serviços de streaming e há também cada vez mais serviços de Streaming.

Caso o mundo não tivesse sido sido afectado por uma pandemia que obrigou salas de cinema a encerrar as suas atividades, provavelmente os principais estúdios estariam a anunciar os chamados filmes da temporada. Mas a verdade é que há cada vez mais grandes filmes a estrear num serviço de streaming em vez de estrear numa sala de cinema. E já era uma tendência antes da pandemia.

Normalmente passávamos pelos cinemas e lá estariam os cartazes e trailers das produções que certamente surgiriam nas listas de indicados. Muitas vezes víamos um filme e aqueles minutos que antecediam víamos trailers e ficávamos vidrados nos novos lançamentos que aí vinham.

Ocorre que agora parte esses lançamentos não aconteceram nos cinemas, já que muitos deles se mantiveram fechados. Os serviços de streaming, estão a absorver quase 90% dos lançamentos. 

Todos os grandes estúdios de Hollywood foram obrigados a se reinventar, criando novos mecanismos. As janelas de exibição (aquele espaço de tempo entre o lançamento de um filme no cinema e depois nos serviços de assinatura) praticamente foram extintas. 

Com centenas de obras já embaladas para o lançamento, poucos executivos quiseram arriscar os seus investimentos e aguardar a reabertura das salas que ainda está sem qualquer previsão e logo trataram de incluir os títulos nos serviços de streaming. 

Além disso as empresas que não hesitaram sequer em reelaborar seus planos de negócios. A mais importante delas é o grupo Disney que compreende também a Pixar, Marvel, LucasFilms, Hulu e 20th Century Studios, entre outras. Percebendo a gigante alteração do mercado, sobretudo o comportamento de centena de milhares de consumidores pelo mundo, a Disney decidiu que o foco de toda a sua produção audiovisual a partir de agora será o streaming. 

E se a Disney chegou a essa conclusão, não é difícil supor que todos os grandes estúdios, sejam em Hollywood ou qualquer outro país do mundo, também seguirão a mesma medida. 

Vivemos um novo estilo, onde pagar uma subscrição de um serviço de streaming se calhar substitui o que pagávamos pelos bilhetes de cinemas.

É mais gostoso, mais seguro assistir a um filme dentro de casa. Milhões de pessoas pelo mundo subscreveram um serviço de streaming e estão a aperceber-se disso e por isso o futuro do cinema não é o mais risonho. 

A indústria certamente fará de tudo para agradar a todos esses consumidores. 

Netflix, Disney, Amazon prime Video, HBO são apenas alguns exemplos do futuro e mais virão.

Não será da noite para o dia, mas em pouco tempo a sala de cinema tal qual a conhecemos nunca mais vai ser a mesma

Que vou ter saudades vou.

E tu? Qual é que achas que será o futuro das salas de cinema?

Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: