Total Pageviews

Blog Archive

Procura neste Blog

ITO-NeTthings. Com tecnologia do Blogger.

Blogs de Portugal

Fake Famous - HBO - Review - Vale a pena conhecer o mundo dos novos influencers

Fake Famous - HBO - Review - Vale a pena conhecer o mundo dos novos influencers
Share it:
"Queres ser famoso?" Esta é a questão, colocada numa chamada aberta do elenco, que atraiu milhares de jovens para uma audição para um papel no Fake Famous da HBO . 
Fake Famous - HBO - Review - Vale a pena conhecer o mundo dos novos influencers
Este documentário enquadra-se como uma experiência social, e ao contrário da restante critica, acho que que está muito bem conseguido. 

São escolhidas 3 pessoas no meio de muitos e inicia-se uma jornada para os tornar influenciadores de sucesso no Instagram. 

Como jovens adultos articulados e atraentes, todos os três participantes atendem aos requisitos básicos para o status de influenciador, apesar da sua contagem de seguidores inicialmente insignificante. 

Dominique é uma aspirante a atriz que irradia um calor realista e subsidia seu trabalho em filmes de estudantes com um emprego diurno como trabalhadora numa loja de desporto. Uma das primeiras coisas que aprendemos sobre ela é que ela resistiu à pressão, em testes, para concordar com nudez e sexo simulado. 

Musculoso e confiante, Chris é um designer de moda que se mudou do Arizona para Los Angeles na esperança de expandir a sua marca de roupas personalizadas. Ele também trabalha numa loja de roupas. 

Finalmente, há Wylie, que se mudou de Atlanta em busca de uma comunidade gay mais animada. Um tipo terno e ansioso, ele está a ajudar um corretor de imóveis enquanto busca o seu propósito na vida. 

O documentário explora uma vertente pouco falada que é comprar seguidores através de bots falsos para Wylie, Dominique e Chris. E com isso explora uma das táticas mais utilizadas pela maioria dos influencers que existem. 

A encenação de sessões de fotos para criar a impressão de que estão a descansar em algum local exclusivo, que estão em algum jato privado, entre outras coisas, dá para ver as diferentes tácitas utilizadas por os diversos influencers. 

O documentário explora toda a industria dos influenciadores e como por vezes eles fingem aparentar ter mas que na realidade não têm. Mostra também como funciona toda uma industria cinzenta por detrás de tudo, podes pagar para simular quase todas as principais métricas da fama do Instagram. 

Existe uma sala que explica isso. É uma sala configurada para simular um interior de um jato e é alugado por 50 dólares a hora e que se encontra sempre esgotado. 

Este documentário dá uma nova interpretação da cultura jovem que quer um pouco por todo ser influencer e ter a suposta "boa" vida deles mas nem tudo é assim. 

Faek Famous indica-nos o contexto de um experimento que catapulta os participantes para uma simulação de fama sem qualquer consideração por suas personalidades, ambições, interesses ou talentos distintos.

Bilton indica ainda que existe um star system e que os gigantes da tecnologia que permitem abusos grosseiros das suas plataformas porque, é claro, eles estão a ganhar mais dinheiro com isso do que qualquer um. 

O Fake Famous podia ter explorado mais um pouco o porquê dos jovens querem ser mais do que nunca influenciadores, até porque o único que ganha alguma coisa com aquilo é na verdade Dominique que conseguiu elevar o seu nível e receber joias, gadgets e férias grátis. O sucesso dela tem a ver com a dinâmica de gênero da cultura influenciadora - onde criadores de conteúdo bonitos agora ocupam o nicho de supermodelos de algumas gerações atrás. 

Wylie é retirado, basicamente do documentário devido a uma insegurança com um seguidor e basicamente desaparece no programa.

Pode existir alguma razão de queixa do Chris, porque o programa basicamente não quis promover uma versão autêntica do jovem estilista. 

Estes documentários são bastante importantes para mostrar a cultura influenciadora e que nem sempre é um mar de rosas.

A ideia de que a fama pode ser uma fuga do trabalho penoso, do pagamento de dívidas e, em um grande número de locais de trabalho, do abuso, é anterior ao Instagram. 

Mas na verdade ser influenciador também não é fácil e o que se Vê muitas vezes não é o que se vive.
Share it:

info

Post A Comment:

0 comments: